Quinta-feira, 18 de janeiro de 2018
Dólar R$ 3,21
Euro R$ 3,92
Tecnologística no LinkedIn
Dicionário de Engenharia
OBJETIVO DO PROJETO
O que um determinado componente, subsistema, sistema, é previsto realizar ou não.
OBJETIVOS
Estágios desejáveis de comportamento de uma organização.
OBJETIVOS AQUISITIVOS
Objetivo de se obter alguma coisa, que a empresa não detém normalmente.
OBJETIVOS CORPORATIVOS
Objetivos gerais desenvolvidos pela Diretoria Corporativa para possibilitar as áreas da empresa desenvolverem seus próprios planejamentos.
OBJETIVOS DE MANUTENÇÃO
Objetivo de se manter a posse de algo, que já se controla.
OBJETIVOS DE PRIMEIRO GRAU
São objetivos que devem ser atingidos para atender a um objetivo de grau superior, como por exemplo, objetivos da gerência para atender os objetivos da diretoria.
OBJETIVOS ESTRATÉGICOS
São os resultados esperados ou estados futuros desejados a serem atingidos pela empresa no período pluri-anual considerado. Os objetivos devem expressar o quanto à empresa quer atingir e em que prazo, considerando-se cenários futuros previstos.
OBJETIVOS PRELIMINARES DA UNIDADE
Indicação da alta direção das metas que a unidade deverá atingir durante o período coberto pelo Plano de Negócios.
OBSOLESCÊNCIA
Perda de valor ocasionada pela troca da linha de produtos e por novos desenvolvimentos que coloca os equipamentos antigos em desvantagens competitivas.
OBSOLETISMO
Produto ultrapassado devido à tecnologia empregada, desenho defasado, embalagem ultrapassada, substituição por produto inovador e desgaste devido ao uso.
OBSOLETISMO PROVOCADO
É a substituição de uma linha rentável antes que o mercado seja inteiramente “ordenhado” e que poderá pegar o concorrente no contra-pé, numa situação em que os seus investimentos não foram ainda amortizados, uma mudança de linha seria uma perda econômica substancial e que o levaria o enfraquecimento de sua capitalização.
OCORRÊNCIA
Primeira posição na solução do problema, que explica como o problema ocorreu.
OCR
Optical character recognition
OCUPAÇÃO VOLUMÉTRICA
Característica que mede a relação entre o volume ocupado por mercadorias, e o volume disponível do armazém ou endereço.
ODETE
Organization for Data by Telegraphic Transfer within Europe.
OEE – OVERALL EQUIPMENT EFFECTIVENESS
É a medida de disponibilidade, eficiência e qualidade de um equipamento/processo. Mede a utilização do Processo.
OEM – ORIGINAL EQUIPMENT MANUFACTURER
Incorporação de um produto de um fornecedor, no produto desenvolvido por uma empresa, como componente padrão e oficial.
OFERTA DE DIREITOS
Oferta feita por uma empresa a seus acionistas, dando-lhes a oportunidade de comprar novas ações por um preço determinado, em geral abaixo do preço corrente do mercado, e dentro de um prazo relativamente curto.
OFERTA PUBLICA DE VENDA
Proposta de colocação, para o público, de um determinado número de ações de uma empresa.
OFERTA PÚBLICA DE COMPRA
Proposta de aquisição, por um determinado preço, de um lote específico de ações, em operação sujeita a interferência.
OFF-GRADE
Produtos cujas características físicas e químicas. estão fora dos limites aceitáveis.
OFF-THE-RECORDS
Informação confidencial repassada ao jornalista, que se compromete não divulgar a informação e a fonte.
Office of Management and Budget
Object Management Group
OFFSET
Sistema de impressão indireta, o papel não entra em contato com a matriz; a qual é acoplada num dos cilindros da máquina e transfere a imagem para outro cilindro revestido de borracha icauchul que por sua vez imprime o suporte.
OFPP
Office of Federal Procurement Policy
OHM
O ohm é a resistência elétrica que existe entre dois pontos de um condutor quando uma diferença de potencial constante de 1 volt, aplicada entre esses dois pontos, produz, nesse condutor, uma corrente de 1 ampère, não tendo esse condutor nenhuma força eletromotriz.
OLAP
Online Analytical Programs (or Processing)
OLIGOPÓLIO
É uma forma de concorrência imperfeita, onde os fornecedores são em pequeno número e de tal tamanho, que possam influenciar a formação de preços no mercado. O fornecedor ajustará os seus preços para maximizar os seus lucros e ajustará o nível de produção a esta circunstância. Um jogo de braços se instalará entre os competidores se algum participante do jogo resolver elevar a sua participação no mercado. A contra partida desta situação em relação aos compradores é denominada de Oligopsônio.
OLIGOPÓLIO DIFERENCIADO
Situação de mercado em que a imperfeição do funcionamento da elasticidade cruzada esta relacionada com a capacidade das empresas em ampliarem os produtos não diferençados na mente dos compradores, situação que seria simbolizada pela marca, que permitira que se praticasse diferenciais positivos de preço. A falta da ampliação dos produtos e, portanto homogêneos, comercializado por poucas empresas, temos que lidar com a elasticidade cruzada plena sem amortecimentos, pois na fixação de preços será necessário avaliar as respostas que os concorrentes apresentarão ao mercado.
OMB
Office of Management and Budget
ONE TO ONE
Sistema de marketing focado pessoa a pessoa.
OOP
Out Of Production
OP
Otimização de projeto e processo.
OPACIDADE
Termo geral para descrever o grau que um determinado material oblitera um fundo.
OPB
Open Planning Board
OPÇÃO
Contrato que envolve o estabelecimento de direitos e obrigações sobre determinados títulos, com prazo e condições preestabelecidos.
OPÇÃO COBERTA
Quando há o depósito, em bolsa de valores, das ações-objeto de uma opção.
OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES
Direito outorgado ao titular de uma opção de se desejar, adquirir do lançador um lote-padrão de determinada ação, por um preço previamente estipulado, durante o prazo de vigência da opção.
OPÇÃO DE VENDA DE AÇÕES
Direito outorgado ao titular de uma opção de se o desejar, vender ao lançador um lote-padrão de determinada ação, por um preço previamente estipulado, na data de vencimento da opção.
OPÇÕES SOBRE O ÍNDICE BOVESPA – OIB
Proporcionam a seus possuidores o direito de comprar ou vender um índice Bovespa até (ou em) determinada data. Tanto o Prêmio como o preço de exercício dessas opções são expressos em pontos do índice, cujo valor econômico é determinado pela BOVESPA (atualmente R$ 1,00).
OPEN MARKET
No sentido amplo, é qualquer mercado sem local físico determinado e com livre acesso à negociação. No Brasil, porém, tal denominação se aplica ao conjunto de transações realizadas com títulos de renda fixa, de emissão pública ou privadas.
OPERAÇÃO
Conjunto de ações relacionadas, capaz de efetuar alguma transformação em elementos fornecidos, ou de dar lugar à criação de alguma coisa subdivisão de uma atividade.
OPERAÇÃO CAIXA
Operação pela qual um investidor vende a vista um lote possuído de ações e o recompra, no mesmo pregão, em um dos mercados a prazo; o custo do financiamento é dado pela diferença entre os preços de compra e de venda.
OPERAÇÃO DE FINANCIAMENTO
Consiste na compra a vista de um lote de ações e sua venda imediata em um dos mercados a prazo; a diferença entre os dois preços é a remuneração da aplicação pelo prazo do financiamento.
OPERAÇÕES DE OPEN MARKET
Ações do Banco Central no mercado monetário, para reduzir ou elevar os meios de pagamento.
OPERADOR DE PREGÃO
Representante de uma sociedade corretora, que executa ordens de compra e de venda de ações no pregão de uma bolsa de valores.
OPERADOR DO SISTEMA ELETRÔNICO
Representante de uma sociedade corretora, que executa ordens de compra e de venda de ações e/ou opções, pelo sistema de pregão eletrônico da Bovespa.
OPORTUNIDADE
Consiste numa situação favorável do meio externo que a empresa pode aproveitar de forma eficaz para melhorar quantitativamente ou qualitativamente o seu desempenho relativamente a um fator-chave de sucesso.
OPT
Optimized Production Technology
ORDEM
Instrução dada por um cliente a uma sociedade corretora, para a execução de compra ou venda de valores mobiliários.
ORDEM A MERCADO
Quando só há a especificação da quantidade e das características de um valor mobiliário. Deve ser efetuadas desde o momento de seu recebimento no pregão.
ORDEM ADMINISTRADA
O investidor especifica somente a quantidade e as características dos valores mobiliários ou direitos que deseja comprar ou vender. A execução da ordem ficará a critério da corretora.
ORDEM CASADA
Composta por uma ordem de compra e uma outra de venda de um determinado valor mobiliário. Sua efetivação só se dará quando ambas puderem ser executadas.
ORDEM DE FABRICAÇÃO
Autorização para um determinado departamento para fabricar um determinado item ou componente.
ORDEM DE FINANCIAMENTO
constituída por uma ordem de compra (ou venda) de um valor mobiliário em um tipo de marcado e uma outra concomitante de venda (ou compra) de igual valor mobiliário no mesmo ou em outro mercado, com prazos de vencimento distintos.
ORDEM DE PRODUÇÃO
Conjunto de documentos e tabelas que determina a produção de partes específica do produto em quantidades determinadas.
ORDEM DISCRICIONÁRIA
Pessoa física ou jurídica que administra carteira de títulos e valores mobiliários ou um representante de mais de um cliente estabelecem as condições de execução da ordem. Depois de executada, o ordenante indicará: o nome do investidor (ou investidores); a quantidade de títulos e/ou valores mobiliários a ser atribuída a cada um deles; preço.
ORDEM LIMITADA
Aquela que deve ser executada por um preço igual, ou melhor, do que o especificado pelo comitente.
ORDEM ON-STOP
O investidor determina o preço mínimo pelo qual a ordem deve ser executada: ordem on-stop de compra Será executada quando, em uma alta de preços, ocorrer um negócio a preço igual ou maior que o preço determinado; ordem on-stop de venda Será executada quando, em uma baixa de preços, ocorrer um negócio a um preço igual ou menor que o preço determinado.
ORGANISMO
Entidade de direito público ou privado, com funções e composição específica.
ORGANIZAÇÃO
Companhia, corporação, firma, empresa ou instituição, ou parte destas, pública ou privada, sociedade anônima, limitada ou com outra forma estatuária que tem funções e estrutura administrativa próprias.
ORGANIZAÇÃO
Conjunto de pessoas e recursos organizados e operando para atingir determinados objetos.
ORGANIZAÇÃO DO MELHORAMENTO
Atividade de definição e gerenciamento de uma série de passos necessários para a implantação de um plano de melhoria contínua voltado a atingir a excelência.
ORGANIZAÇÃO DO MELHORAMENTO
Definição das tarefas e o gerenciamento de todos os passos para a implantação de um plano de melhoria contínua para se atingir a excelência.
ORGANIZAÇÃO FUNCIONAL
Estrutura administrativa onde o pessoal está agrupado hierarquicamente em departamentos especializados como produção, marketing, engenharia, contabilidade, comercial e finanças.
ORGANIZAÇÃO MATRICIAL
Estrutura administrativa onde o gerente de um projeto divide responsabilidade com um gerente funcional na determinação de prioridades e no direcionamento das atividades das pessoas ligadas à implantação do projeto.
ORGANIZAÇÃO MEMBRO EAN
Membro da EAN International responsável pelo Sistema EAN/UCC em seu país (ou área atribuída) e pela educação da correta aplicação do Sistema EAN/UCC pelas empresas associadas a ela.
ORGANIZAÇÃO MODAL
Organização modal é um sistema estruturado que cria uma corrente de racionalidade com facilidades padronizadas de movimentação, desde os fornecedores até o destinatário final, o último cliente. A organização modal implica na determinação do módulo da UNIMOV, padronização de corredores e endereços de armazenamento; padronização das dimensões das docas, e racionalização dos veículos de transporte que devem trabalhar com dimensões que propiciem ocupação plena com as UNIMOVS padronizadas.
ORGANIZAR
Estabelecimento de uma estrutura pela disposição das coisa, os meios materiais, as pessoas e estabelecer o funcionamento ou a interação das partes da estrutura, de modo a constituir uma entidade pronta para exercer suas atribuições com vista a um objetivo denominado gerenciar.
ORGANOLÉPTICO
Propriedade dos corpos ou substâncias que sensibilizam os sentidos e o organismo.
ORIENTAÇÃO POLIMÉRICA
Processo pelo qual as moléculas se orientam numa direção preferencial, como pela passagem do polímero quente por uma abertura na ferramenta de moldagem, sendo aproveitado para a formação de dobradiças moleculares, que unem duas peças, como por exemplo o pote e sua tampa.
ORIENTAR
Fazer o funcionário entender o que é a política de qualidade, qual a sua participação neste objetivo.
ORIGINAIS
São artes finais completas e executadas fotograficamente a traço, de tom contínuo, em preto-e-branco e em cores. Estes originais são transferidos para formas de impressão plana, em alto relevo, formas encavográficas vazadas, conforme o processo de impressão escolhido.
OSCILAÇÃO
Variação (positiva ou negativa) verificada no preço de um mesmo ativo em um determinado período de tempo.
OSIC
Open Supplier Integration Center
OTIMIZAÇÃO
Obtenção da melhor solução possível, para um problema em termos de uma função objetivo específica.
OTIMIZAÇÃO
Processo que visa o melhor curso de ação entre um conjunto de alternativas.
OTIMIZAÇÃO FORMAL DO PRODUTO
Considerando um conjunto de valores que foram julgados convenientes determina-se se utilizando um critério bem definido, uma versão que seja melhor do que as outras.
OTM
Operador de transporte multi-modal.
OUTOMAM
Evento realizado na Escola Politécnica, nos meses de outubro de cada ano, e que de trata temas referentes à movimentação, armazenagem e distribuição.
OUTPLACEMENT
Os grupos empresariais têm passado por reestruturações associadas a despedimentos maciços. Neste contexto há um novo negócio a florescer, o outplacement. É uma técnica de gestão de recursos humanos que visa apoiar os trabalhadores dispensados rumo à sua reinserção profissional. As consultoras em outplacement fornecem aconselhamento financeiro e formação em recrutamento e seleção. Há quem prefira criar centros de outplacement internos, que prestam auxílio aos trabalhadores dispensados e aos que são recolocados em novas funções.
OUTSOURCING
Processo para que itens e serviços executados internamente sejam transferidos para fornecedores, com a liberação da capacidade interna para outras atividades.
OUTSOURCING
Trata-se de contratar uma entidade exterior à empresa para executar serviços não estratégicos (que não produzem valor acrescentado para os clientes), em vez de os produzir internamente. A grande vantagem reside na redução de custos que tal opção implica. Talvez ainda seja mais importante o fato de o outsourcing libertar mais tempo os executivos para se dedicarem mais às core competence (competências estratégicas) da empresa. O conceito nasceu na área da tecnologia de informação. Tem maior potencial de aplicação em indústrias dinâmicas, em que as pressões para cortes nos custos são mais intensas, nomeadamente nos grupos empresariais que pretendem seguir uma estratégia de integração vertical das suas atividades.
OVERADJUSTMENT
É a prática de tratar cada desvio de medição do valor nominal como se este fosse causado por uma causa especial de variação no processo, gerando ações sucessivas de ajustes que acabam adicionando mais um fator de variabilidade deste processo.
OVERHEAD
Custos industriais que continuam a existir, mesmo se não se produzir nada.
OVERLAY
É uma cobertura transparente, com acetato e poliéster, preso na arte final, para protegê-la contra sujeira e levar as informações para a reprodução fotomecanica. Os textos substitutos, as cores e o excedente da informação que não cabe na arte, são coladas no averlay. Quando se utilizam mais de um overlay, deve-se ter um cuidado com o registro dos overlay com as marcas da arte final.
OVERNIGHT
Operações realizadas no open market por prazo mínimo de um dia, restritas às instituições financeiras.
OXIDANTES
São substancias que. embora não sendo elas próprias necessariamente combustíveis, podem em geral, por liberação de oxigênio, causar combustão de outros materiais.