Quinta-feira, 18 de outubro de 2018
Dólar R$ 3,70
Euro R$ 4,26
Tecnologística no LinkedIn
Dicionário de Engenharia
TABULEIROS
Placa de papelão ondulado que separa duas camadas de produtos colocados na mesma caixa.
TACK
É a adesividade de uma tinta no substrato, sendo a pegajosidade da tinta determinada pela resistência à separação das acamadas de tinta.
TAG
A unique identifier for a segment or data element.
TAGUCHI
O Método Taguchi é formado por um conjunto de ferramentas utilizadas para atender uma filosofia de combinação de engenharia com métodos estatísticos. Poderemos resumir alguns pontos desta filosofia: poderemos reduzir os custos pela redução da variabilidade, com melhoria no desempenho e na qualidade, poderemos reduzir custos e ter como resultado uma melhora na qualidade do produto associada sempre a um incremento da qualidade, sem nenhum reflexo nos custos do produto e a redução do custo sempre afeta a qualidade, porém para pior ou mesmo para bem melhor.
TAIL
Uma quantidade de contratos futuros especificados para proteger um operador em uma posição de hedge contra o custo de juros pagáveis no caso de variação negativa de margens.
TAMANHO DA PARTÍCULA
Dimensão linear máxima aparente de uma partícula no plano de observação, mediante microscópio eletrônico, ou diâmetro equivalente de uma partícula, obtido com instrumentação automática. O diâmetro equivalente de uma esfera de referência de propriedades conhecidas produz a mesma resposta no elemento sensível, que a partícula que está sendo medida.
TAMBOR
Recipiente cilíndrico usualmente de 200 lts. para a contenção de líquidos.
TAMPER EVIDENCE
Característica de uma tampa de frasco em manifestar visualmente o rompimento de seu lacre de segurança, sendo maior quanto mais visível, escandalosa, ou aparente for à violação.
TAMPER RESISTANCE
Habilidade incorporada ao sistema de lacre da tampa de frasco, para frustrar as tentativas de fraude, sendo mais elevado na medida que apresente maiores dificuldades para alguém burlar o sistema de lacre, sem que tal burla seja evidenciada.
TAREFAS
Atividades necessárias para se desenvolver uma fase do planejamento.
TAREFAS DESNECESSÁRIAS – TD
São tarefas que se pode selecionar para serem eliminadas sem prejuízo, para a atividade que deverá ser exercida.
TAREFAS NA CONDIÇÃO PARADA – TCP
São as tarefas de preparação que somente poderão ser executadas quando o equipamento for parado, e iniciar-se a contagem do tempo perdido.
TAREFAS PARALELAS – TP
São tarefas que podem ser executadas ainda enquanto o equipamento está em operação conformando a peça anterior. Como exemplo destas tarefas podemos mencionar as atividades de levar as ferramentas novas para próximo do equipamento, os acessórios de fixação, matérias primas, contentores, e material para embalamento da peça conformada.
TARIFA
É um imposto definido pelo governo para todos os itens importados. Utiliza-se para se tornar mais caros os produtos importados e assim estabelecer um protecionismo às atividades produtivas internas.
TASKS PAP
São identificações das atividades que devem ser atendidas para que se alcance os objetivos do programa.
TAXA DE FALHA
Percentual com que um sistema, aparelho ou componente que trabalhou até um certo instante gera um defeito na unidade de tempo seguinte.
TAXA HORÁRIA
A taxa horária do mês para cada departamento, ou cada centro de custo dentro dos departamentos, obtida pela divisão dos custos departamentais de produção, montagem e embalamento pelo número de horas trabalhadas.
TAXA HORÁRIA
Valor obtido pela divisão do custo departamental, pelas horas trabalhadas no mesmo departamento.
TAXA HORÁRIA ORÇAMENTÁRIA
Ao se realizar o orçamento da empresa, pressupõem-se uma taxa de ocupação média das instalações, denominada Taxa Horária Orçamentária, que será o objetivo a ser alcançado pela administração. As simulações dos custos dos produtos vendidos, para efeito do orçamento da conta de resultado, utilizarão a Taxa Horária Orçamentária.
TAXA HORÁRIA PARA ORÇAMENTO
Taxa simulada considerando a ocupação da fábrica de 80%. Parte do pressuposto de que o mercado não aceitará ser onerado da improdutividade da empresa. Os orçamentos para clientes são preparados com taxas menores das vigentes, no pressuposto de que a ocupação real não será 80%, mas bem menor. Os pedidos auferidos possibilitarão elevar paulatinamente a ocupação, tornando rentável os preços praticados com as taxas orçamentárias.
TAXA S/N
É uma medida estatística do desempenho e do efeito dos fatores de perturbação do desempenho e mede a estabilidade da performance de uma característica da qualidade. Quanto maior a taxa S/N mais robusto será o produto, ou seja, menos sujeito a perturbações. O Desenvolvimento do produto deverá chegar no seu ponto de máximo em relação à performance a um custo reduzido. Os resultados do projeto devem ser confirmados na experimentação para se confirmar que eles permanecem na produção e na comercialização. Caso o projeto não for aceitável deveremos considerar o reprojeto com materiais mais caros e tolerâncias mais estreitas.
TAXAS ADUANEIRAS
Taxas pagas quando um embarque cruza a linha internacional, taxa variável conforme a classificação alfandegária das mercadorias.
TÁTICA
É o detalhamento das estratégias.
TCM
Time Critical Manufacturing
TCP/IP
Transmission Control Protocol/Internet Protocol
TDI
Trade Data Interchange
TDM
Team Data Manager
TDM
Technical Documente Manangement.
Team Oriented Problem Solving
echnology and Product Assurance
TECNOLOGIA
A tecnologia é a ciência aplicada para se fazer à natureza se curvar à vontade do homem e ser utilizada nas empresas para a geração de resultado econômico.
TECNOLOGIA
Conhecimentos humanos adequados a serem utilizados no desenvolvimento de produtos para se atingir resultado econômico.
TECNOLOGIA
Conjunto ordenado de conhecimentos científicos, técnicos, empíricos e intuitivos, empregados no desenvolvimento, na produção, na comercialização e na utilização de bens e serviços.
TECNOLOGIA CONCORRENTE
Tecnologia que foi inserida na fabricação dos produtos concorrentes e que poderão ser levantadas em todas as suas características por um programa de Engenharia Reversa.
TECNOLOGIA DE BASE
São as tecnologias necessárias a serem incorporadas no futuro aos novos produtos, cuja linha está definida no planejamento estratégico da empresa. A incorporação futura de tecnologias poderá ser de origem interna e de acordo com as Competências de Base definidas estrategicamente, ou por parceiros que dominam as tecnologias não disponíveis internamente.
TECNOLOGIA DE GRUPO
Técnica de engenharia que estabelece similaridades de itens e uma única orientação de produção, geralmente em leiaute celular.
TECNOLOGIA EXPLICITA
Tecnologia que existe como conhecimentos ou habilidades de pessoas ou se encontra como informações contidas em documentos como relatórios, patentes, projetos, desenhos etc.
TECNOLOGIA IMPLÍCITA
Tecnologia incorporada a um produto ou serviço.
TECNOLOGIA LIMPA
Características resultantes das medidas tomadas para reduzir ou eliminar nas fontes de produção, qualquer prejuízo ao meio ambiente, poluição, ou resíduo e proporcionar ajuda para economizar matéria-prima, recursos naturais e energia.
TECNOLOGÍSTICO
Elemento humano dedicado à pesquisa tecnológica.
TELEMÁTICA
Área de tecnologia que atende a superposição do processamento de dados e a comunicação de dados.
TELEMETRIA
Tecnologia para transmitir medidas elétricas sobre uma rede para um sistema remoto para o registro e analise.
TEMPERATURA DA COR
É a maneira de medir a quantidade relativa de vermelho e azul de uma fonte de luz, em graus Kelvin. Quanto maior é a temperatura mais luz azul apresenta, como na luz incandescente com 3200ºK e a luz do dia com 6.500ºK.
TEMPERATURA DA CÔR
É maneira de medir a quantidade de vermelho ou azul de uma fonte de luz e medida em graus Kelvin, como na luz incandescente com 3.200º K e a luz do sol com 6.500º K.
TEMPO DE ATRAVESSAMENTO
Tempo decorrido a partir do momento em que uma matéria-prima chega na empresa e o momento em que esta matéria-prima chega no armazém incorporada em um produto acabado.
TEMPO DE CONSUMO
Define-se como o tempo durante o qual o produto esgota ou muda a sua utilidade. Um produto embalado num frasco de vidro, tem esgotado a sua utilidade quando o produto acabar, mas o frasco de vidro poderá a ter utilidade na forma de contentor de pequenas peças.
TEMPO DE FABRICAÇÃO
Tempo padrão assumido como necessário e adequado, para que uma operação de fabricação seja processada. A soma de todos os tempos de fabricação define o tempo total necessário para que cada produto seja fabricado. Serve de referencia para se determinar à performance da operação.
TEMPO DE PEGA
O tempo decorrido entre a produção e compra pelo usuário do produto é um número que mostra a situação dinâmica das forças que compõem o sistema logístico.
TEMPO DE SET-UP – Tempo de preparação
é o tempo transcorrido entre a produção da última peça/quilo/metro bom de um produto A e a produção da primeira peça/quilo/metro bom de um produto B quando em um determinado equipamento efetua-se a troca do produto A pelo produto B.
TEMPO DE TROCA
É o tempo decorrido entre a última peça boa, de uma corrida de produção, e a peça aprovada, da próxima corrida de produção.
TEMPO DESPENDIDO NA COMPRA
Define-se como tempo despendido na compra, como a média do tempo que o usuário dedica a localizar, examinar e comprar um determinado produto. O consumidor não pode ser forçado a despender tempo e energia que esteja em desproporção com a satisfação de suas necessidades, que esperam obter com o produto que compram.
TEMPO DO COSUMIDOR
Data inserida em um cronograma, associado a tendências, que informa quando o produto deverá estar pronto para o lançamento no mercado.
TEMPO PERDIDO
Tempo em que um recurso produtivo não está produzindo, devido o setup, manutenção, falta de material e de ferramentas e falta de programação.
TEMPOS PREDETERMINADOS – MTM
Sistema que predetermina tempos de movimentos padrões, pela classificação dos movimentos de cada operação, criando um padrão de acordo com a natureza de cada movimento e das condições em que estes movimentos são realizados.
TENACIDADE
Propriedade dos materiais indicada pela energia necessária para os quebrar.
TENDINITE
É a inflamação dos tendões, que são cordões de tecido conjuntivo fibroso, redondo ou achatado, no qual termina um músculo, e que serve para inserir esse músculo num osso ou noutra forma anatômica.
TENOSSINOVITE
É a inflamação da bainha de tendão, que é qualquer formação que circunda o órgão ou parte deste.
TENSÕES RESIDUAIS
Tensões que podem ser encontradas num material e que são criadas pelas diferenças de temperatura no interior do material durante o processo de fabricação.
TEORIA DE RUSSEL
O acumulo de pequenos defeitos, leva diretamente a um grande defeito.
TERABYTES
Equivale a 1 trilhão de bytes.
TERCEIRIZAÇÃO
Atividade de transferência para os parceiros fornecedores, devidamente selecionados como participantes no desenvolvimento de produtos, de peças e componentes, que podem ser fabricados utilizando-se Competências de Base, que não foram selecionadas pela empresa, com parte de seu Planejamento Estratégico.
TESTE
Verifica-se com os testes, uma hipótese, como passa não passa, quebra não quebra, não sendo necessário medir uma variável.
TESTE DE ACELERAÇÃO DE VIDA
TESTE DE ACELERAÇÃO DE VIDA
TESTE FUNCIONAL
Medida da habilidade de um componente de funcionar como foi projetado para atender um certo nível de performance.
TESTES DE ACEITAÇÃO DE PRODUTOS
Pesquisa realizada junto aos consumidores de um determinado segmento de mercado, no sentido de obter respostas sobre um produto desenvolvido a ser lançado, ou mesmo um produto da atual família, com intuito de registrar a opinião do mercado a respeito das vantagens e desvantagens que o produto oferece além da avaliação do valor mercadológico atribuído.
TESTES DE HIPÓTESES
Utilização de um modelo estatístico para testar conclusões a respeito de uma população ou universo, baseado em informação da amostra.
TEU
Transport Equivalent Unit.
TEWE
Technology for Enterprise-Wide Engineering
TEXTURA
Qualidade tátil medida pela sensação de áspero, granulado, liso, sedoso e viscoso, reforçada pela percepção visual de superfície metálica, brilhante, opaca etc.
TEXTURIZAÇÃO
Tratamento aplicado na superfície dos moldes e ferramentas para proporcionar ao produto moldado, uma qualidade tátil, medida pela sensação de áspero, granulado, liso, sedoso, reforçada pela percepção visual de superfície, brilhante, opaca, granulada e desenhada.
TÉCNICA
Aplicação do conjunto de processos e operações necessárias para transformar matérias-primas em produtos industriais acabados
TÉCNICAS DE C E P DE 1º NÍVEL
Técnicas que permitem estudar o comportamento de um processo ao longo do tempo. São os gráficos de controle.
TÉCNICAS DE C E P DE 2º NÍVEL
Técnicas estatísticas que permitem analisar o problema através das características do produto e parâmetros do processo. Envolvem a análise de variância, a regressão múltipla, o delineamento de experimentos, e a análise do componente principal (PCA).
TÉCNICAS DE CONFIABILIDADE
Técnica usada para definir a capacidade de um sistema ou componente desenvolver, ao longo do tempo, as funções para as quais foi projetado, como segue: a definição objetiva de valores de confiabilidade, a análise do modo e efeito das falhas, a análise da árvore das falhas, o projeto de confiabilidade, o projeto de manutenção preventiva e manutenção autônoma, o testes de confiabilidade, a coleta de dados de desempenho em campo, a análise de dados de confiabilidade, análise de falhas e a avaliação da confiabilidade.
TFP (TOTAL FACTOR PRODUCTIVITY)
Ver Produtividade Total dos Fatores.
TGR – THINGS GONE RIGHT
Coisas que deram Certo, parâmetro informativo da área de qualidade.
TGW - THINGS GONE WRONG
Coisas que deram Errado.
THESIS
A dissertation on a particular subject in which one has done original research, as one presented by a candidate for a diploma or a degree, esp. a Master`s degree.
TIE (TOTAL INDUSTRIAL ENGINEERING)
É uma abordagem integrada dos problemas da produção. Busca a melhoria contínua dos processos produtivos e a eliminação de todas as formas de desperdício através do envolvimento de um grande número de pessoas. Os aspectos essenciais são a redução do tempo de troca de produção e o uso de "foolproofing" (sistema à prova de erros) para aumentar a confiabilidade dos equipamentos.
TIF
É o formato ideal de arquivo para o tratamento de imagem antes de ser convertida para qualquer formato. É o maior em tamanho e o melhor em qualidade de imagem e não perde resolução quando o tamanho original da imagem é alterado.
TIFF
Tag Image File Format
TIM
Technical Information Management.
TIME BASED COMPETITION
Consiste na redução do tempo de resposta às evoluções do mercado. Hoje as empresas devem fornecer ao cliente o que ele quer, no momento em que o deseja e não mais tarde, senão será a concorrência a fazê-lo. Segundo os autores do conceito, os norte-americanos George Stalk e Thomas Hout, do Boston Consulting Group, o controle do tempo é a chave para um bom desempenho da empresa. Na atual conjuntura de mudança só as empresas capazes de adaptar-se rapidamente podem conquistar quotas de mercado. O poder de reação da companhia deve ser estimulado em todos os campos: produtos; produção; distribuição; e serviço.
TIME BASED ORGANIZATION
É a estratégia que considera o tempo como principal fator dos negócios. Isto contempla todos os tempos do complexo produtivo ou comercial, do projeto de novos produtos à produção, ao abastecimento, às entregas, à adaptabilidade (flexibilidade). Em particular se concentra sobre o "time to market” (tempo para emissão de uma ordem), "time to control” (tempo de gestão), "time to change” (tempo de reação).
TIME DE LANÇAMENTO – LAUNCH TEAM
Equipe híbrida formada por pessoal das áreas com atividades direcionadas para o lançamento de produtos.
TIME DE MELHORIA – PLANT TEAM
Grupo formado por engenheiros de produto e de produção para programas de atualização do produto e sua melhorias.
TIME TO MARKET (TTM)
É a abordagem específica que, no âmbito do "Time Based Organization", considera o tempo necessário para o desenvolvimento de novos produtos como fator estratégico para a sobrevivência e/ou vantagem competitiva.
TINTAS MOISTURE SET
Utilizadas em rotativas para impressos de embalagens para alimentos pela ausência de cheiro. São glicois e resinas, que absorvem água do suporte ou da aplicação de vapor, precipitando as resinas no suporte e permitindo os glicois penetrarem no suporte.
TITULAR DE OPÇÃO
Aquele que tem o direito de exercer ou negociar uma opção.
TIXOTROPIA
É a propriedade de uma tinta de redução da viscosidade depois de sofre a ação de uma força externa, retornado a condição inicial depois de um período de descanso.
TÍTULO PATRIMONIAL DA BOLSA
Desde que autorizada pelo Banco Central do Brasil, no qual deverá previamente se registrar, a sociedade corretora deverá adquirir um título patrimonial da bolsa de valores em que desejar ingressar como membro.
TOC
Theory of Constraints
TOFC – TRAILER ON FLATCAR
Também conhecido como piggyback e consiste em colocar uma carreta sobre um vagão plataforma, para reduzir o tempo de transbordo entre modais.
TOM
Característica da cor que consiste na variação qualitativa da cor.
TOM CONTÍNUO
Característica de uma imagem na qual o brilho aparece consistente e ininterrupto e cada pixel utiliza pelo menos um bite para os seus valores de vermelho, verde e azul, com 256 níveis de densidade de cor.
TOMADA DE DECISÃO
Processo que é utilizado para se selecionar a melhor alternativa para as ações corretivas.
TONALIDADE
variação da quantidade de cinza em uma cor.
TOP-DOWN
Este sistema de montagem exige que o desenvolvimento do produto seja feito para todas as peças e componentes sejam montados de cima para baixo e em camadas, sem inserções de componentes de maneira lateral ou de baixo para cima.
TOPS
Team Oriented Problem Solving
TOPS - TEAM ORIENTED PROBLEM SOLVING
Equipe Orientada para a Solução de Problemas: método para resoluções de problemas através das 8 disciplinas (8D).
TOTAL LOGISTIC STRATEGY (TLS)
É a lógica da cadeia de valor aplicada ao fluxo físico associado ao processo de gestão (todo o fluxo do material e gestão das ordens). Segundo o TLS, eles devem ser geridos e desenvolvidos de modo integrado, em uma rede gerencial que opera em tempo real, aplicando os princípios do TMM a toda a cadeia de gerenciamento. O TLS pode ser visto também como uma evolução lógica do CIM ("Computer Integrated Manufacturing") aplicada a todos os aspectos operacionais do complexo produtivo ou comercial. Nesse caso é denominado TBI ("Total Business Integration").
TOTAL MANUFACTURING MANAGEMENT (TMM)
Redefinição da produção baseada na lógica do JIT, controle do processo, melhoria contínua, máximo comprometimento com um sistema de gestão com a lógica do custo total.
TOTAL QUALITY ASSURANCE (TQA)
Cuidadosa revisão sob a ótica da Qualidade Total dos sistemas de Garantia da Qualidade e da utilização das normas e da certificação. A ênfase é colocada sobre a evolução de tais sistemas através de uma lógica de instrumentos necessários, mas não suficientes, par gerir de modo dinâmico e ativo ao invés de uma abordagem fiscal e burocrática.
TOXICO
São substancias capazes de provocar danos à saúde humana, se ingeridas, inaladas ou absorvidas pela pele.
TPI
Total Profit Improvement
TPM - MANUTENÇÃO PREVENTIVA TOTAL
É um conjunto de atividades de manutenção, envolvendo a todos empregados, visando à melhoria de performance e produtividade dos equipamentos de uma fábrica.
TPM - TOTAL PRODUCTIVE MAINTENANCE
É uma abordagem inovadora para atacar o problema da eficiência dos equipamentos. Sua característica fundamental é a globalização quanto a considerar todo o fluxo logístico na definição das características técnicas e operacionais do equipamento, trata a produtividade total considerando todo o ciclo de vida da instalação e respectivos custos e prevê o envolvimento de todos os recursos que gerenciam os equipamentos.
TPM Award
Prêmio TPM de Excelência conferido anualmente pelo Comitê de Premiação TPM da JIPM nas seguintes categorias: Award for World-Class TPM Achievement, Special Award for TPM Achievement, Award for Excellence in Consistent TPM Commitment-First Category, Award for TPM Excellence-First Category, Award for Excellence in Consistent TPM Commitment-Second Category e Award for TPM Excellence-Second Category.
TPN
Trading Process (or Partner) Network
TPOP
Time-Phased Order Point
TPS
Toyota Production System
TQC
Total Quality Control
TQC – CONTROLE TOTAL DA QUALIDADE
Esforço totalmente integrado para a melhoria do desempenho em todos os níveis, para a elevação da satisfação do cliente.
TQM
Total Quality Management
TQM – TOTAL QUALITY MANAGEMENT
Atividades de gestão para implementar a melhoria da qualidade dos produtos ou serviços de uma empresa.
TQM – TOTAL QUALITY MANAGEMENT
É um modelo de gerenciamento que visa o sucesso a longo prazo através da satisfação do cliente. O TQM é baseado na participação de todos os membros da organização no melhoria de processos, produtos, serviços e na cultura da melhoria contínua. O TQM beneficia todos cos membros da organização e da sociedade.
TRABALHO FLEXÍVEL
Treinamento cruzado de operários para atendimento de um sistema, que utiliza a designação de operários para a execução de tarefas diferentes e de maneira alternada.
TRABALHO PADRONIZADO
É a combinação ótima de operários, máquinas e materiais.
TRADE MARKETING
Significa a otimização da relação entre o produtor e o distribuidor. O conceito surgiu no início dos anos 90 devido à importância crescente dos intermediários (grossistas e retalhistas) na distribuição. A relação entre produtores e distribuidores é, em regra, conflituosa. O objetivo do trade marketing é encontrar formas para que ambos tirem o máximo partido de um acordo de colaboração. Propõe a criação de uma parceria de longo prazo entre produtores e distribuidores em áreas como trocas de informação, oferta do produto com a marca do distribuidor e publicidade ou promoções conjuntas.
TRADE-DOWN
Trata-se de um artifício mercadológico, no sentido de se aplicar uma marca que ganhou aceitação como um símbolo de alta qualidade, em produtos com desempenho inferior.
TRADE-IN
Concessão de negociação de venda de um certo produto, onde o produto usado entra como parte do pagamento.
TRADE-OFF
Compromissos entre objetivos em que o melhoramento em determinado aspecto, somente será possível em detrimento de um outro aspecto.
TRADING POST
Sistema de negociações contínuas realizadas por meio de postos de negociações, tendo como objetivo dar homogeneidade aos trabalhos, em função da quantidade de negócios, permitindo, assim, distribuir uniformemente o fluxo de operações pelo recinto (sala de negociações).
TRADING-DOWN
Quando a marca é deslocada para um segmento inferior ao que ela vinha sendo utilizada.
TRADING-UP
Quando a marca é deslocada para um segmento superior ao que ela vinha sendo utilizada.
TRAFLEX
Consiste no travamento de duas peças, se valendo da flexibilidade do material utilizado.
TRAMO DIRETO
A comunicação de um tramo só, e não tem mais tramos em que o entendimento do seguinte sempre depende do entendimento do anterior.
TRANSDUCTOR
Dispositivo que recebe um sinal eletrônico que inicia o processo de geração de ultra-som, com variabilidade aderente à variação do sinal.
TRANSFERÊNCIA PROGRESSIVA DE DADOS
Técnica que permite ao remetente transferir dados, assim que eles estejam disponíveis, para uma área que cria uma fila para atendimento para a transferência final destes dados.
TRANSFORMAÇÃO AFFINE
Método para a calibração que providencia uma transformação linear num plano a das dimensões. Este método necessita de três pontos de calibração, para permitir uma transformação que combina translação independente na escala do X e do Y, rotação e algum skewing. Utilizamos para desenhos que foram estirados de maneira diferente na horizontal e vertical.
TRANSMISSÃO DE CALOR
É a transmissão de calor que se faz de molécula para molécula, através de um movimento vibratório que as anima e se comunica de uma para outra. Para que exista condução é essencial à continuidade da matéria, entre a fonte calorífica e o corpo que recebe calor, como por exemplo uma barra de ferro, aquecida numa extremidade, dentro de pouco tempo estará aquecida na extremidade oposta.
TRANSMITÂNCIA
É igual à relação entre a luz transmitida e a luz incidente.
TRANSPORTE INTERMODAL
Método para movimentar produtos embarcáveis, por diferentes tipos de equipamentos coordenados para a melhor execução de cada etapa do deslocamento das mercadorias.
TRAPPING
É a transferência do material corante da tinta, da forma impressora para a superfície a ser impressa. A recusa da tinta ocorre quando uma tinta impressa sobre a outra não adere devido a uma película formada na secagem da tinta anterior.
TRAPPING
Superposição de cores num impresso para evitar o aparecimento da cor do fundo como o branco de um papel, devido ao desalinhamento entre duas ou mais superfícies.
TREINAR
Procurar repetir cada etapa importante do processo produtivo até o funcionário atingir a perfeição.
TRÊS MU’S
Conceito associado a três palavras do idioma japonês que se iniciam com o fonema Mu a saber: Muda, Muri e Mura que significam, respectivamente, desperdício, insuficiência (ou esforço excessivo não sustentável) e inconsistência (ou variação). O combate à ineficiência nas organizações deve contemplar a eliminação ou redução dos Três Mu’s.
TRF – TCP – TAREFAS NA CONDIÇÃO PARADA
São as tarefas de preparação para a troca rápida de ferramentas, que somente poderão ser executadas quando o equipamento for parado, e iniciar-se a contagem do tempo perdido.
TRF – TD – TAREFAS DESNECESSÁRIAS
São tarefas para a troca rápida de ferramentas, que se podem ser selecionadas, para serem eliminadas sem prejuízo, para a atividade que deverá ser exercida.
TRF – TP – TAREFAS PARALELAS
São tarefas para a troca rápida de ferramentas, que podem ser executadas ainda enquanto o equipamento está em operação e conformando a peça anterior. Como exemplo destas tarefas podemos mencionar as atividades de levar as ferramentas novas para próximo do equipamento, os acessórios de fixação, matérias primas, contentores, e material para embalamento da peça conformada.
TRF – TROCA RÁPIDA DE FERRAMENTAS
É um processo de melhoria, baseado no trabalho de equipe, que busca reduzir significativamente os tempos de ajuste e troca.
TRIÂNGULO ESTRATÉGICO
Este triangulo estratégico é formado pela estrutura da corporação em que se esta atuando, pelos clientes desta corporação e naturalmente pelas forças dos concorrentes, caracterizando entidades com interesses e objetivos diversos.
TRT
Transition Tree
TRUNCAMENTO
Impressão do símbolo com uma altura menor do que a recomendada pela especificação para um símbolo daquele comprimento, que pode dificultar a captura óptica bem sucedida de ponta a ponta.
TTM – TIME TO MARKET
Tempo necessário para se colocar o produto no mercado desenvolvido com a qualidade exigida pelos clientes.
TVA
Throughput Value Added