Quarta-feira, 17 de outubro de 2018
Dólar R$ 3,72
Euro R$ 4,31
Tecnologística no LinkedIn
Quarta-feira, 12 de abril de 2006 - 13h58
Estinave assumirá operação do Redex de Chapecó

Obras do terminal têm previsão de conclusão no primeiro semestre de 2007

A empresa Estinave foi escolhida, no final do mês de março, para operar o Recinto Especial para Despacho Aduaneiro de Exportação (Redex) de Chapecó, o primeiro no interior de Santa Catarina. “A prefeitura e a Associação Comercial e Industrial de Chapecó (Acic) procuravam uma empresa que tivesse expertise para administrar o negócio, além de possuir experiência na parte técnica. Ficaremos responsáveis por todas as operações executadas no Redex”, explica Julio Boticelli, diretor da Estinave.

Desde maio de 2004, a associação coordenava um grupo de investidores e articulava junto à Receita Federal a construção de um recinto na cidade. Para a administração do Redex, está em formação uma nova empresa e a Estinave será responsável por 50% dos investimentos no recinto, que será complementado por um grupo ainda não definido de empresas locais. “Metade deste grupo de investidores já está certa e teremos a definição de todos os nomes no prazo máximo de 15 dias”, explica Boticelli.

A concessionária do Redex implantará o terminal alfandegado, obedecendo a destinação da área homologada pela prefeitura, e arcará com os custos de construção, legalização e operação. A empresa responsável por gerir o terminal desenvolverá ainda programas de conscientização e formação de cultura exportadora, por meio de cursos, treinamentos e suporte ao setor exportador na região oeste de Santa Catarina.

O investimento na construção do primeiro módulo do recinto será de R$ 50 milhões para a instalação de duas câmaras frigoríficas de 20 mil toneladas, um armazém de carga seca de 14 mil toneladas e um pátio para 2,2 mil FEUs (unidade equivalente a quarenta pés). A previsão de movimentação é de 4,5 mil contêineres de 22,5 toneladas de carga por mês. Para o segundo módulo, as obras serão definidas de acordo com a demanda do mercado.

A prefeitura municipal de Chapecó ficou responsável pela viabilização da área de cerca de 200 mil m2, localizada no Distrito Industrial, e investirá R$ 4 milhões na terraplanagem e na pavimentação do acesso rodoviário ao futuro terminal. As obras para implementação do recinto têm previsão de início para maio ou junho deste ano e conclusão no primeiro semestre de 2007.

Com sede em Itajaí (SC), a Estinave é um operador portuário e logístico com atuação nos Estados do Paraná e de Santa Catarina, realizando operações de armazenagem, logística portuária, distribuição, agenciamento marítimo e desembaraço aduaneiro. Além do Redex, já em operação em Paranaguá (PR), a empresa está no momento envolvida em um projeto para instalação de um terminal portuário privativo em Itajaí (SC).

www.estinave.com.br

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!