Quinta-feira, 26 de abril de 2018
Dólar R$ 3,48
Euro R$ 4,24
Tecnologística no LinkedIn
Terça-feira, 10 de outubro de 2006 - 11h52
Correios investem em logística reversa

Empresa expande serviço para atendimento na agência

Com o objetivo de melhorar a pós-venda e a fidelização dos clientes que compram à distância, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos está intensificando os seus investimentos na oferta de serviços de logística reversa. O serviço está disponível para os clientes com contratos, em âmbito nacional, de três tipos de encomendas com peso de até 30 kg: o Sedex, o e-Sedex (utilizado pelos portais que fazem e-commerce pela Internet) e o PAC, que é a encomenda econômica dos Correios. A cobrança pelo serviço prestado é a faturar.

A mais recente inovação no serviço foi a implantação, no último dia 15 de setembro, da logística reversa na agência. O processo de geração de pedidos é semelhante ao das companhias aéreas: o cliente com contrato de encomendas acessa a Internet na página dos Correios e solicita a emissão do e-ticket autorizando seu cliente final a realizar uma postagem de encomenda em uma agência própria dos Correios, a ser faturado em seu contrato.

O sistema eletrônico envia automaticamente o e-ticket, por e-mail, ao beneficiário. De posse do número do e-ticket ou do documento enviado por e-mail, o cliente se dirigirá a uma agência dos Correios para efetuar a postagem, a ser faturada no contrato da empresa que comandou o pedido.

Há mais duas modalidades de logística reversa criadas pelos Correios para atender a sua clientela: a primeira é a domiciliar, com coleta de mercadorias no endereço do consumidor final, para retorno aos respectivos centros de origem ou encaminhamento à assistência técnica; e a segunda é a simultânea, pela qual a coleta de mercadorias é feita no endereço do consumidor final, mediante a entrega simultânea de produto a ser substituído, para retorno aos depósitos dos respectivos clientes. Esta última está atualmente em testes nas regiões Sul e Sudeste do Brasil e deverá estar disponível em todo o país no início de 2007.

Operacionalização

Os pedidos para a prestação do serviço podem ser feitos pelos clientes de contrato, em qualquer dia e horário, no site http://www.correios.com.br/. Os prazos de coleta são definidos de acordo com o porte do município: nas cidades com mais de 50 mil habitantes o prazo é de D+1 (dia do pedido da coleta, mais um dia útil) e, naquelas com menos de 50 mil habitantes, D+2.

Por sua vez, os prazos de entrega variam de acordo o tipo de encomenda, em função da origem e destino da remessa, observando-se os seguintes critérios: Sedex (D+1 entre as principais cidades); e-Sedex (D+1 entre as principais cidades) e PAC (até D+8 entre as principais cidades).

www.correios.com.br/encomendas

 

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!