Terça-feira, 23 de janeiro de 2018
Dólar R$ 3,20
Euro R$ 3,92
Tecnologística no LinkedIn
Terça-feira, 24 de julho de 2007 - 17h49
JadLog lança novos produtos e investe em mais um jato

O segmento de carga fracionada vem ganhando força desde meados da década passada. Um mercado que movimenta milhões por ano em todo mundo com o transporte de pacotinhos. No Brasil, essa tendência vem se firmando continuamente, em especial, devido ao crescimento das vendas pelo e-commerce.

Para se ter uma idéia, no ano de 2005 foram comercializados R$ 2,5 milhões pela internet; em 2006, R$ 4,4 bilhões; e a expectativa para 2007 é de um incremento nas vendas da ordem de R$ 6,4 bilhões. Em termos de movimentação, em 2005 o e-commerce entregou de 4,8 milhões de encomendas, atingindo sete milhões no ano passado e uma projeção de chegar a 9,8 milhões em 2007.

A JadLog, empresa de logística e encomenda expressa, surgiu há dois anos, justamente no vácuo deixado no mercado pela extinta Vaspex, que concorria diretamente com os Correios. “O nosso primeiro passo foi montar uma forte estrutura para atuar num mercado tão competitivo, pois 60% das empresas que trabalhavam com o segmento de cargas da Vasp migraram para a estatal”, explica Ronan Hudson, diretor da empresa.

Em pouco tempo os números da empresa se revelaram impressionantes. Ela investiu até agora R$ 5 milhões na implantação de uma rede de 230 lojas próprias e franquias distribuída por todo o país, uma malha rodo-aérea que conta com 200 caminhões e carretas, 800 utilitários e 25 aeronaves – todas próprias –, com capacidade para até 1,5 t cada. “Além disso, todo o nosso serviço é acompanhado passo a passo por um sistema de rastreamento online de última geração, que permite o acompanhamento das cargas, em tempo real, pelos usuários, via internet”, detalha.

As novidades

Para atender a diferentes demandas, a JadLog está lançando dois novos produtos no mercado, que ainda não foram divulgados: o “JadLog.com” e o JadLog Package”. O primeiro atende a quantidades de até duas mil remessas/mês de cargas fracionadas de 250 gramas até um quilo, via aérea, com entrega em até um dia, a um custo de R$ 4,75, para cidades como Florianópolis, por exemplo. A outra versão destina-se a cargas de até cinco quilos, que não exigem tanto rigor no prazo e podem ser transportadas pelo modal rodoviário, em até dois dias, para cidades como Rio de Janeiro, Curitiba e Belo Horizonte, por um valor de R$10,95.

Além disso, no segundo semestre, a empresa vai receber um jato Boeing 737-300 cargueiro, especificamente para atender a região Nordeste. “Vamos ganhar uma capacidade adicional de 16 toneladas no aéreo, para atender em especial aos mercados de Salvador e Recife”, diz Hudson.

No ano passado a JadLog faturou R$ 10 milhões e a previsão para este ano é atingir uma receita de R$ 30 milhões. E deverá crescer também a rede de franqueados dos atuais 230 para 300 até o final do ano. Atualmente, 75% da movimentação da empresa são realizados pelo modal aéreo e 25% pelo rodoviário.

www.jadlog.com.br

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!