Sábado, 21 de abril de 2018
Dólar R$ 3,41
Euro R$ 4,19
Tecnologística no LinkedIn
Quinta-feira, 13 de março de 2008 - 15h01
Santa Fé fecha acordos comerciais de R$ 80 milhões

Fabricante de vagões fornecerá equipamentos a empresas do Brasil, Argentina e Venezuela

A Santa Fé Vagões informa que fechou acordos comerciais na ordem de R$ 80 milhões para o fornecimento de equipamentos a empresas instaladas no Brasil, Argentina e Venezuela. Segundo a companhia, há estudos para comercializar os itens em outros países sul-americanos.

Um dos acordos prevê a entrega, até meados de 2009, de  278 vagões do tipo fechado Sider para a Votorantim Celulose e Papel (VCP). O protótipo do modelo foi desenvolvido em três meses e tem capacidade para transportar 64 toneladas de fardos de celulose. A novidade foi criada para rodar em linhas de bitola métrica (1,0 metro), possui peso bruto de 82 toneladas e também pode ser fabricado para linhas de bitola larga com maior capacidade de carga.

Segundo a Santa Fé, trata-se de um novo tipo de vagão fabricado com portas laterais de lonas Sider, impermeáveis, que abrem de forma sanfonada e se deslocam horizontalmente, possibilitando a redução no tempo de carregamento e descarregamento de todo tipo de produtos embalados.

Negociações

Nos últimos seis meses, a fabricante de vagões informa que desenvolveu três novos modelos de vagões com tecnologia própria a fim de atender pedidos customizados. Ao todo, serão 500 unidades entregues ao longo do ano de 2008.

Outra novidade da companhia é seu ingresso no mercado sul-americano, com o desenvolvimento de dois protótipos de vagões graneleiros para a ferrovia Nuevo Central Argentino (NCA), empresa que tem a concessão integral do setor ferroviário argentino. Ao todo, dois vagões serão disponibilizados à operação até julho deste ano.

Na Venezuela, a Santa Fé venceu a concorrência e fechou contrato com a principal siderúrgica daquele país, a Ternium Sidor. O acordo prevê o fornecimento, também até a metade de 2008, de 11 vagões-plataforma, com truque de bitola standard  (1,435 metro) e capacidade para transportar, por unidade, 100 t de produtos siderúrgicos.

Já para a América Latina Logística (ALL), a fabricante negociou 100 vagões-tanque. A previsão é de que, até o próximo mês de maio, todos os equipamentos estejam em operação. Por meio de sua assessoria de imprensa, a Santa Fé informa que não divulga os valores por contrato.

Ações

A Santa Fé afirma que está investindo R$ 2 milhões para colocar em operação uma máquina de corte à plasma e uma máquina de solda a arco submerso – utilizada para fabricar os maiores vagões-tanque do mercado, com capacidade para carregar 100 litros de líquidos, inflamáveis ou não. Também foram instaladas na fábrica novas pontes rolantes e dobradeiras de tubos.

De acordo com o presidente da Santa Fé, Antonio Giudice, em 2008 a empresa entrou em outro patamar tecnológico. “Estamos desenvolvendo com as nossas próprias equipes modelos que não existem no mercado. Outro marco é o avanço para o mercado da América do Sul. Essa retomada de novos pedidos possibilitou trazer de volta profissionais que já haviam trabalhado conosco e também contratar novos”, analisa.

Com matriz em Santa Maria (RS), a Santa Fé conta com 250 funcionários, que operam em uma fábrica de aproximadamente 30 mil metros quadrados de área construída. A companhia possui, ainda, uma segunda unidade industrial em Campinas (SP).

www.santafevagoes.com.br

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!