Quarta-feira, 24 de janeiro de 2018
Dólar R$ 3,23
Euro R$ 3,98
Tecnologística no LinkedIn
Quarta-feira, 14 de maio de 2008 - 17h20
GM anuncia implantação de centro logístico em Pernambuco

Objetivo inicial da unidade será movimentar até 25 mil veículos por ano

A General Motors do Brasil implantará um centro logístico de distribuição de veículos (CDV) no Complexo Industrial e Portuário de Suape, localizado na cidade de Ipojuca, a 57 km de Recife. O investimento global do projeto está orçado em R$ 30 milhões e a previsão é do centro entrar em funcionamento em dezembro deste ano, movimentando em uma etapa inicial até 25 mil veículos/ano importados da Argentina.

A formalização do projeto foi feita pela diretoria da GM do Brasil, que participou da solenidade de assinatura do termo de compromisso junto ao Governo do Estado de Pernambuco e diretores do Complexo de Suape. “Esta decisão faz parte da estratégia da montadora de buscar o melhor atendimento aos consumidores, em termos de tempo de entrega dos veículos e também na prestação de serviços com qualidade. E isso será possível com a racionalização no manuseio dos veículos e a evolução na atividade operacional”, afirma Jaime Ardila, presidente da GM do Brasil e Mercosul. “Atualmente, as concessionárias recebem os carros em um prazo de oito a dez dias após o faturamento – após a instalação do centro, os veículos chegarão no máximo em três dias”, completa ele.

José Carlos Pinheiro Neto, vice-presidente da GM do Brasil, completa o raciocínio do presidente explicando que a empresa optou pela região Nordeste em virtude dela estar passando por um dos maiores crescimentos econômicos do país. Segundo o executivo, as vendas de veículos no Nordeste tiveram um crescimento de 92% no período de 2003 a 2007, superando a média registrada pelo setor como um todo, que foi de 70%. Em 2008, no período acumulado de janeiro a abril, a GM registrou um crescimento de 31% em suas vendas no Nordeste, contra igual período de 2007 – somente em Pernambuco, o crescimento da montadora foi ainda maior, com uma evolução de 50% nas vendas.

Veículos argentinos

Luiz Moan, diretor de Assuntos Institucionais da GM e responsável pela coordenação nos últimos meses do processo de definição da localização do novo centro logístico, acredita no Porto de Suape como um ponto estratégico com todas as condições de se transformar, em pouco tempo, em um autêntico hub port. “Vamos contar com excelentes condições de operação, seja na atracação das embarcações, seja no calado existente para os diferentes portes dos navios que trarão os veículos importados. Estamos certos de que poderemos adotar um planejamento eficiente das atividades, de acordo com as nossas necessidades”, acrescenta ele.

Inicialmente, a previsão é de uma movimentação de até 25 mil veículos importados anualmente da Argentina, incluindo os modelos Chevrolet Tracker com motor a gasolina e Classic Flexpower, para distribuição específica na região Nordeste – no entanto, Moan não descarta a possibilidade de a unidade também movimentar veículos de produção nacional e importados da GM de outros países.

A nova unidade ocupará uma área de 60 mil metros quadrados e, no futuro, ela poderá ser ampliada para 120 mil metros quadrados. Para movimentar os veículos e garantir o funcionamento da unidade, a estimativa é da geração de 50 a 80 empregos diretos, incluindo mão-de-obra portuária, operadores de logística, transportadores autônomos e grupo de apoio administrativo.

O investimento global do projeto inclui toda a logística de operação do CDV da GM, desde a atracação dos navios, a inspeção de qualidade e a preparação dos veículos nos pátios de estacionamento e de carregamento para o transporte em carretas, assim como escritórios e vestiários para os funcionários e os operadores logísticos.

www.gm.com.br
www.suape.pe.gov.br

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!