Terça-feira, 24 de abril de 2018
Dólar R$ 3,46
Euro R$ 4,24
Tecnologística no LinkedIn
Quinta-feira, 28 de agosto de 2008 - 14h52
Repom Argentina inicia operações

Subsidiária inicialmente administrará fretes contratados por empresas brasileiras tendo como destino ou origem a Argentina

A Repom Argentina, subsidiária inaugurada pela Repom em maio, começou a gerir, no início do mês de agosto, as primeiras viagens entre Brasil e Argentina. Com isso, operadores logísticos e embarcadores que realizam o transporte internacional de cargas podem pagar fretes por meio do Repom Express, ao mesmo tempo em que o caminhoneiro contratado pode usar o valor do frete em reais, no Brasil, ou em pesos, na Argentina.

Para o diretor de TI da Repom, Rubens Naves, diante da atual crise  pela qual passa a Argentina, a ferramenta se apresenta como aliada, pois facilita o pagamento dos fretes aos caminhoneiros, garantindo a eles, também, o abastecimento dos veículos nos postos de combustível.

Além das operações internacionais, ou seja, fretes contratados por empresas brasileiras tendo como destino ou origem a Argentina, a Repom Argentina deve passar a atender em breve empresas argentinas.

Leia mais sobre a Repom Argentina acessando http://www.tecnologistica.com.br/site/5,1,16,21622.asp

A ferramenta

O Repom Express permite ao transportador fazer a expedição da carga pela internet, substituindo, assim, a emissão da tradicional carta-frete. O sistema gerencia também outras operações eletrônicas, como abastecimentos e saques em dinheiro feitos pelo motorista com o cartão Express em postos da rede credenciada Repom. Com isso, além de conferir rastreabilidade ao processo, a solução mede a performance dos caminhoneiros.

Hoje, ressalta o executivo da Repom, a maioria das empresas brasileiras que atua no transporte internacional de cargas conta com soluções artesanais para administrar esse tipo de operação. “A ida da Repom para a Argentina visa justamente atender a esse público, facilitando o processo de pagamento de caminhoneiros e implementando melhorias de gestão e maior transparência nessas operações”, diz.

www.repom.com.br

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!