Terça-feira, 17 de julho de 2018
Dólar R$ 3,86
Euro R$ 4,52
Tecnologística no LinkedIn
Quinta-feira, 18 de setembro de 2008 - 14h17
AGV avança sobre o mercado

Operadora logística associa-se ao fundo privado americano Equity International e recebe aporte de R$170 milhões para comprar a Delta Records e a E-Service

Às vésperas de comemorar 10 anos no mercado, em outubro próximo, a AGV Logística, de Vinhedo (SP), celebra também um momento de transição importante, após a formalização da sociedade com o fundo americano Equity Internacional – um fundo de private equity pertencente ao Equity Group Investment, que viabilizou a aquisição da Delta Records e da e-Service Logística, com um aporte de capital de R$ 170 milhões.

Em entrevista exclusiva, Vasco Oliveira Neto, presidente da AGV, confirma que a decisão foi tomada em apenas quatro meses, após o primeiro contato com o novo sócio, porque já havia uma decisão amadurecida de viabilizar o projeto de crescimento da empresa, através de fusões e aquisições, com o suporte de parceiros. “Estamos em um bom momento. Sem as recentes aquisições estamos crescendo 70% neste ano”, diz.

O executivo afirma que, a intenção de concretizar fusões e captar um parceiro começou a ganhar corpo, ainda em 2006, quando o comando da empresa avaliou que era o momento de a AGV dar um salto qualitativo, expandir a sua atuação e ingressar em novos verticais de indústria.

Para viabilizar o plano de crescimento a empresa precisava ousar. E com o aporte financeiro da Equity International, isso se tornou possível. “Mesmo com a incorporação do concorrente Delta Records e da empresa de logística promocional e-Service tivemos um crescimento orgânico, pois conseguimos ampliar nossa abrangência no território nacional e a atuação em novos mercados, como o de saúde humana, cosméticos, serviços bancários, além de nutrição animal e produtos de alto valor agregado”, explica o empresário.

Segundo Oliveira Neto, num primeiro momento os negócios das empresas incorporadas serão tratados como unidades de negócios, porém mantendo parte das estruturas separadas. “Operacionalmente há aspectos que podem ser sinérgicos, como as áreas administrativa, financeira, de gestão de pessoas, por exemplo. Mas a linha de frente é estratégica e deve ser mantida”, elucida. Assim mesmo, há muitos clientes do segmento de saúde animal que também fazem a linha humana, o que facilita a integração da carteira. Outro aspecto comum é o de transporte que têm características e cuidados parecidos. O que muda é o tamanho do mercado.

A partir das incorporações da Delta Records e da E-Service, a AGV Logística passa a oferecer serviços em quatro novos segmentos: tecnologia, varejo, serviços bancários e logística promocional.  Segundo Oliveira Neto, o crescimento orgânico médio da empresa neste ano supera a taxa de 30% ao ano. Em 2007, faturou R$ 98 milhões e projeta em 2008 atingir R$ 230 milhões, aproximadamente.
(Leia notícia na íntegra na edição de outubro da Revista Tecnologística)

www.agvlogistica.com.br

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!