Sexta-feira, 27 de abril de 2018
Dólar R$ 3,47
Euro R$ 4,20
Tecnologística no LinkedIn
Quinta-feira, 21 de junho de 2012 - 11h30
Avianca anuncia planos operacionais para 2012
Novas aeronaves, ampliação da malha e das frequências e mudanças nos terminais de cargas são algumas das ações

A Avianca anunciou ontem, dia 20 de junho, em São Paulo, suas estratégias para 2012. Entre as iniciativas estão a introdução de novas aeronaves, ampliação da malha e da frequência e reforço em sua unidade de carga, com a mudança das estruturas operacionais. Com as novidades, a companhia investirá 8% a mais dos que os R$ 2,7 bilhões inicialmente previstos para serem aplicados até 2016 em suas operações.

O reforço na frota é um dos destaques. Isso porque a empresa aérea ratifica seus pedidos com a chegada, no próximo mês de julho, de mais cinco Airbus A 318, previstos no plano estratégico que estabeleceu, em 2011, a aquisição de 15 modelos da aeronave, sendo os cinco primeiros entregues no ano passado e os últimos em 2013. Além disso, a companhia realizou um investimento adicional para a entrada em operação, também no próximo mês, de mais um A 319 e, em setembro e outubro, de dois modelos A 320. Ao todo, a companhia chegará ao final do ano com 34 aeronaves, entre modelos MK 28 e Airbus 318, 319 e 320.

Segundo o presidente da Avianca, José Efromovich, o plano inicial era trazer apenas os dez A 318 restantes entre os anos de 2012 e 2013, mas, devido aos excelentes resultados da companhia, foi necessário realizar este investimento extra na frota. Em 2011, a companhia obteve receita de R$ 876 milhões e a expectativa para este ano é crescer 60%.

O executivo explica que as novas aeronaves também prestarão suporte à ampliação da malha e das frequências. “Começamos a atender Maceió, que era a capital do Nordeste que faltava, com voos a partir de Brasília e do aeroporto do Galeão, no Rio de janeiro”, diz. Além disso, conta, os Airbus serão aplicados para a ligação de cidades já atendidas pela Avianca, mas não diretamente conectadas, como Natal e Brasília. “Desta forma aumentaremos nossas frequências de 147 por dia para 200 até o final do ano, atendendo 22 cidades”, salienta.

Carga

A unidade de negócios Cargo também se beneficiará com o aumento da frota. “Em 2011 nossa receita chegou a R$ 21 milhões e este ano a meta é obter 40 milhões”, ressalta. Para suportar este crescimento, a companhia promoveu uma mudança em seu quadro administrativo. De acordo com o vice-presidente de Marketing e Comercial, Tarcísio Gargioni, foi criada uma gerência-geral, além de quatro comerciais, uma operacional e uma administrativa. Um call center exclusivo para o atendimento do segmento de carga também foi formalizado.

As estruturas operacionais também mereceram atenção. Em abril, a companhia começou a operar seu novo terminal localizado dentro do sítio aeroportuário de Guarulhos, ampliando a área de 800 m² para 1.500 m². Já para agosto, está prevista a mudança do armazém de Congonhas, este próprio. A empresa aérea sairá de uma estrutura de 500 m² para outra com 1.200 m².

As alterações deixam Gargioni otimista. “Movimentamos em 2011 8 milhões de kg e para este ano nossa perspectiva é operacionalizar 15 milhões de kg”, define. A introdução de aviões cargueiros também faz parte dos planos, segundo Efromovich, a longo prazo. “Ainda não sabemos quando, mas não nos próximos dois anos”, enfatiza.

Crédito da foto: Marcos Fernandes

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!