Terça-feira, 19 de junho de 2018
Dólar R$ 3,74
Euro R$ 4,33
Tecnologística no LinkedIn
Sexta-feira, 22 de junho de 2012 - 12h55
Malha férrea nacional deve contar com 40 mil km num prazo de oito anos
Acréscimo de cerca de 10 mil km de ferrovias demandará investimentos de aproximadamente R$ 200 bilhões

Durante o seminário Ferrovias e Desenvolvimentos Regional, que aconteceu na última segunda-feira, 18 de junho, em Chapecó (SC), o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, anunciou os planos de investimentos para o sistema ferroviário brasileiro.

O Governo Federal pretende expandir de 29 mil km para quase 40 mil km a malha ferroviária no Brasil até 2020. Os investimentos para essa projeção chegam a R$ 200 bilhões, que serão aplicados na construção das novas ferrovias, mas também em recuperação, estudos e projetos. Desse total, R$ 33 bilhões serão destinados à região sul do País.

O projeto, que visa ligar Chapecó ao Porto de Itajaí (SC), prevê a construção de 400 km de linha férrea. A licitação já foi publicada e deve ser concluída até agosto de 2012. Segundo o ministro, o estudo apresentado irá avaliar uma articulação com o Corredor Ferroviário do Paraná, além de indicar a melhor alternativa do traçado da linha férrea no Estado e os modelos operacionais do transporte.

Além desse trecho, estão previstos outros dois projetos ferroviários em âmbito nacional nos Programas de Aceleração do Crescimento (PACs): a Litorânea e a Norte-Sul. Durante o evento, Passos frisou que, em 2007, foram aplicados R$ 7,2 bilhões no setor de transportes, número superado em 2011, quando foram investidos R$ 43 bilhões. “O Governo tem a clareza de que não se pode pensar em competitividade sem investir em qualidade da infraestrutura básica”, concluiu o ministro.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!