Terça-feira, 17 de julho de 2018
Dólar R$ 3,86
Euro R$ 4,52
Tecnologística no LinkedIn
Quarta-feira, 26 de setembro de 2012 - 11h53
Cone investe R$ 1,4 bilhão em plataforma logística no Nordeste
Localizado no entorno do Porto de Suape, empreendimento está sendo construído em um terreno de 18 milhões de m²

A Cone – Condomínio de Negócios, está investindo R$ 1,4 bilhão na construção do Cone Suape, plataforma destinada a empreendimentos logísticos e industriais localizada em uma área total de 18 milhões de m² no entorno do Complexo Industrial Portuário de Suape (PE), entre os municípios de Jaboatão dos Guararapes e Cabo de Santo Agostinho.

Em desenvolvimento desde 2007, o Cone Suape contará com estruturas destinadas à locação para a indústria ou para a armazenagem de produtos. O empreendimento servirá como uma retroárea, com total integração ao Porto de Suape. As empresas instaladas poderão moldar seus galpões para realizar, além de atividades industriais, operações como recebimento, armazenagem e despacho de cargas.

A intermodalidade também é um diferencial do Cone Suape. Além de estar localizado a apenas 9 km do cais do porto, o empreendimento se encontra próximo aos principais acessos da região, como o Aeroporto Internacional do Recife, a Ferrovia Transnordestina, a BR-101 Sul, a Express Way e a PE-60.

A estrutura contará com espaços destinados aos mais variados tipos de serviço, como armazenagem frigorificada, Recinto Especial para Despacho Aduaneiro de Exportação (Redex), armazém para suporte de sazonalidade, armazém para produtos químicos, pátio para veículos, terminal avançado para cargas aéreas, pátio para contêineres e terminal para granéis sólidos e líquidos, além de ramal ferroviário e helicentro. O Cone Suape abrigará também unidades do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar, centro de convenções, hotéis, policlínicas, shoppings, restaurantes, universidades e anfiteatro.

Além disso, o local contará com uma Zona de Processamento de Exportação (ZPE), com um tratamento fiscal e cambial diferenciado, permitindo o processamento de matéria-prima e a exportação de cargas completamente livre de tributos, gerando maior competitividade. Dentre os principais benefícios estão, por exemplo, isenção de ICMS, dispensa de licenças de órgãos federais para importação e exportação e redução de 75% do Imposto de Renda por dez anos.

Todo o projeto está sendo desenvolvido dentro do conceito Green Building de sustentabilidade, que atende às exigências ambientais da região. Alguns fatores de destaque são, por exemplo, a valorização do transporte coletivo e da utilização de bicicletas, a preocupação com o uso eficiente dos recursos naturais e o tratamento adequado dos resíduos.

Do investimento total de R$ 1,4 bilhão no Cone Suape, cerca de 80% deve ser aplicado até 2016.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!