Domingo, 22 de abril de 2018
Dólar R$ 3,41
Euro R$ 4,19
Tecnologística no LinkedIn
Quinta-feira, 16 de maio de 2013 - 11h04
ALL e Ferroeste anunciam acordo operacional
Empresas passam a compartilhar malha ferroviária para eliminar gargalo no transporte de carga no oeste paranaense
A América Latina Logística (ALL) e a Estrada de Ferro Paraná Oeste (Ferroeste) firmaram, em maio, um acordo operacional que prevê o compartilhamento das malhas ferroviárias das duas empresas. Com a novidade, os trens poderão circular livremente no trecho entre Guarapuava, na região centro-sul do Paraná, e Desvio Ribas, em Ponta Grossa, no centro do estado. O acordo tem como objetivo proporcionar ganhos de produtividade, reduzindo as paradas nos pontos de conexão entre as duas companhias. As operações acontecerão utilizando um pool de locomotivas da ALL e da Ferroeste e devem beneficiar produtores e cooperativas do oeste paranaense, agilizando o transporte de carga e diminuindo o ciclo de vagões no trecho. Segundo o gerente de Contêineres da ALL, Leonardo Dallegrave, a parceria proporcionará maior sinergia entre as empresas, fazendo com que a malha funcione como se fosse uma ferrovia única ao eliminar a necessidade de os trens pararem em Guarapuava.

A América Latina Logística (ALL) e a Estrada de Ferro Paraná Oeste (Ferroeste) firmaram, na última semana, um acordo operacional que prevê o compartilhamento das malhas ferroviárias das duas empresas.

Com a novidade, os trens poderão circular livremente no trecho entre Guarapuava, na região centro-sul do Paraná, e Desvio Ribas, em Ponta Grossa, no centro do estado. O acordo tem como objetivo proporcionar ganhos de produtividade, reduzindo as paradas nos pontos de conexão entre as duas empresas.

As operações acontecerão utilizando um pool de locomotivas da ALL e da Ferroeste e devem beneficiar produtores e cooperativas do oeste paranaense, agilizando o transporte de carga e diminuindo o ciclo de vagões no trecho.

Segundo o gerente de Contêineres da ALL, Leonardo Dallegrave, a parceria proporcionará maior sinergia entre as empresas, fazendo com que a malha funcione como se fosse uma ferrovia única ao eliminar a necessidade de os trens pararem em Guarapuava.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!