Segunda-feira, 22 de janeiro de 2018
Dólar R$ 3,20
Euro R$ 3,92
Tecnologística no LinkedIn
Segunda-feira, 26 de agosto de 2013 - 16h32
Hidrovia Tietê-Paraná recebe novas cargas
264 mil toneladas de madeira e celulose transitaram na hidrovia no primeiro semestre de 2013

A Hidrovia Tietê-Paraná, utilizada essencialmente para o escoamento da produção agrícola dos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Rondônia, Tocantins e Minas Gerais, começou a transportar, no primeiro semestre de 2013, dois novos tipos de carga.

De janeiro a junho deste ano, foram movimentadas pela hidrovia 210 mil t de madeira e 54 mil t de celulose. A carga de madeira tem origem na cidade de Anhembi (SP) e é destinada a Três Lagoas (MS). Já a celulose sai do terminal de Três Lagoas, onde é processada, para desembarque em Pederneiras (SP).

De acordo com Casemiro Tércio Carvalho, diretor do Departamento Hidroviário do Estado de São Paulo, administradora da hidrovia no trecho paulista, a utilização da Tietê-Paraná traz benefícios importantes não só aos produtores e empresários, mas também à população. “A hidrovia retira os caminhões das estradas. É um meio de transporte mais seguro, econômico e que respeita o meio ambiente por emitir menos gases poluentes”, explica.

Nos seis primeiros meses de 2013 a Hidrovia Tietê-Paraná transportou 2,4 milhões de t de cargas. Entre os principais produtos estão soja, cana, milho e areia. A movimentação aumentou 50% nos seis últimos anos na hidrovia, passando de 3,9 milhões de t em 2006 para 6,2 milhões de t no acumulado de 2012.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!