Sexta-feira, 20 de julho de 2018
Dólar R$ 3,84
Euro R$ 4,46
Tecnologística no LinkedIn
Sexta-feira, 20 de setembro de 2013 - 13h25
ALL inaugura o Complexo Intermodal Rondonópolis
Empreendimento facilitará o escoamento de grãos do Centro-Oeste até o Porto de Santos; obras incluem ainda 206 km de via férrea

A América Latina Logística (ALL) inaugurou ontem, dia 19, o Complexo Intermodal Rondonópolis (CIR), localizado no Mato Grosso. O empreendimento incluiu ainda a construção de 206 km de trilhos ligando a cidade do Alto Araguaia ao complexo. A cerimônia contou com a presença do ministro dos Transportes, César Borges, e da presidente da República, Dilma Rousseff.

O CIR está localizado na Rodovia BR-163, a 28 km do centro de Rondonópolis, em uma área de 385,10 hectares. O complexo, que futuramente contará com terminais e unidades industriais de outras 20 empresas, começa a operar com o terminal da ALL, que possui capacidade de carregamento de 120 vagões graneleiros a cada 3,5 horas.ALL-complexo-divulgação-interna

Também já presente no complexo com um terminal próprio, a Brado Logística, subsidiária da ALL que atua no transporte intermodal de contêineres, apresenta uma capacidade de movimentação de 240 TEUs por ano. As demais empresas que se instalarão no local devem investir cerca de R$ 700 milhões no complexo nos próximos cinco anos.

A inauguração tem o objetivo de expandir o potencial da malha ferroviária brasileira ao aumentar a eficiência do escoamento de cargas no maior corredor de exportação de grãos do Brasil, da Região Centro-Oeste até o Porto de Santos. “A ALL acredita na ferrovia como solução para a competitividade do país”, diz o presidente da companhia, Alexandre Santoro. “Não temos dúvidas da contribuição do projeto para o escoamento de cargas para exportação”, completa.

Desenvolvido e financiado pela iniciativa privada, o CIR faz parte do Projeto de Expansão Malha Norte, obra que integra o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC2) do Governo Federal. O projeto contou com investimentos totais de R$ 880 milhões por parte da ALL.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!