Quarta-feira, 24 de janeiro de 2018
Dólar R$ 3,23
Euro R$ 3,98
Tecnologística no LinkedIn
Terça-feira, 17 de dezembro de 2013 - 16h06
Nestlé inaugura CD inteligente em Araras
Companhia utiliza tecnologia inovadora de resfriamento entre unidade fabril e área de armazenagem

A Dairy Partners Americas (DPA), joint venture formada pela Nestlé e pela Fonterra – cooperativa neozelandesa que atua com produtos derivados do leite –, inaugurou ontem, dia 16, um novo centro de distribuição localizado em Araras (SP) destinado à armazenagem de produtos lácteos refrigerados.

A estrutura de 4,6 mil m² e com sete mil posições palete está situada dentro do complexo fabril da companhia e é totalmente integrada à unidade de produção dos itens que serão armazenados. Com investimentos de R$ 87 milhões, o novo CD apresenta uma tecnologia inovadora de resfriamento, realizada por meio de três túneis que levam as cargas diretamente da linha de produção até a área de armazenagem.

De acordo com Gian Carlo Aubry, vice-presidente da Nestlé para as Américas, com a tecnologia provinda da França o processo de resfriamento passa a levar cerca de uma hora, uma redução significativa na comparação com o procedimento anterior, feito por meio de ventiladores, que levava aproximadamente cinco horas. “É uma considerável economia de tempo e energia”, ressaltou o executivo.

Os túneis são equipados com esteiras de 45 metros de comprimento com velocidade variável, que fazem com que os produtos, que saem da fábrica ainda quentes, cheguem até o CD em temperaturas entre 2 e 4º C, sem a necessidade de intervenção humana. “Com a nova tecnologia, os produtos vão chegar aos consumidores de todo o Brasil muito mais frescos”, disse o presidente mundial da Nestlé, Paul Bulcke, em entrevista coletiva concedida durante a inauguração do espaço.

Mas os investimentos em tecnologia não param por aí. Quando o produto sai dos túneis, a estocagem é realizada utilizando um sistema de shuttles (ou carros porta peletes) da empresa alemã SSI Schaefer, que se deslocam pelas fileiras e níveis das estantes de armazenagem por meio de radiofrequência. Com a tecnologia, a DPA foi capaz de aumentar a capacidade de armazenagem em quase 50% na comparação com armazéns tradicionais, já que a automatização da estrutura reduz a necessidade de corredores para a circulação de empilhadeiras. Movido a energia elétrica, o shuttle recebe uma carga sempre que volta para sua base, dispensando assim o uso de baterias e evitando paradas para trocas ou carregamentos.

Também de forma automatizada, os produtos seguem para a área das docas, anexa ao armazém e igualmente resfriada, com capacidade para carregar simultaneamente até 15 caminhões. As portas dos baús dos veículos são abertas dentro da estrutura e a selagem do ambiente garante a manutenção da temperatura.

Com a inauguração do CD, Araras passa a concentrar a armazenagem e distribuição de todos os produtos refrigerados da marca, que até então eram levados ao CD da companhia localizado na cidade vizinha, Cordeiropólis (SP). A estrutura concentrará, de agora em diante, somente os produtos secos da Nestlé. Com os ganhos logísticos proporcionados pelo novo modelo de negócio, a companhia prevê uma economia de R$ 9 milhões por ano.

O espaço, que começou a ser construído em outubro de 2012, conta com um total de 115 colaboradores, entre equipe administrativa e operacional. Toda a mão de obra que lidava com as cargas refrigeradas em Cordeirópolis foi transferida para o novo CD. Além disso, foram criados mais de 60 novos postos de trabalho na unidade ararense. Inicialmente, o espaço utilizará 70% de sua capacidade total.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!