Quarta-feira, 24 de janeiro de 2018
Dólar R$ 3,23
Euro R$ 3,99
Tecnologística no LinkedIn
Sexta-feira, 17 de janeiro de 2014 - 10h52
Teca do Aeroporto de Petrolina passará a operar com raios-x
Equipamento gera mais agilidade e segurança nos procedimentos de controle aduaneiro

O Aeroporto Senador Nilo Coelho, em Petrolina (PE) por meio da Infraero, adquiriu, em novembro do ano passado, um equipamento para utilização no seu terminal de logística de carga (Teca). Trata-se de um aparelho de raios-x para inspeção de cargas, que tem como meta agilizar os procedimentos de controle aduaneiro no terminal pernambucano. Números mais recentes dão conta que Petrolina, em 2013, registrou movimentação de 3,3 milhões de toneladas, número 8,31% superior ao contabilizado em 2012.

O aparelho é equipado com túnel de 1,8 metro de altura e largura, tem capacidade para suportar até 3 t de carga e será utilizado na inspeção de volumes pela Receita Federal. Vale lembrar que o equipamento ainda não entrou em operação uma vez que, após a instalação, os funcionários da Infraero e da Receita irão passar por treinamento para a utilização do maquinário. Não há data definida para o início dos trabalhos do raio-x no terminal pernambucano.

Com a aquisição, além de gerar mais velocidade e segurança aos processos de desembaraço aduaneiro do Teca, o terminal passa a seguir as exigências técnicas e de qualidade para equipamentos de raios-x em terminais de carga estabelecidas pela Portaria nº 3.518 da Receita Federal, de 30 de novembro de 2011.

Além de Petrolina, a Infraero adquiriu equipamentos de raios-x para utilização nos terminais de carga dos aeroportos de Confins (MG), em Belo Horizonte, Galeão, no Rio de Janeiro, Manaus, Recife, Fortaleza, Curitiba, Salvador, Vitória e Belém. Ao todo, a estatal investiu R$ 12,2 milhões nos equipamentos.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!