Sábado, 20 de outubro de 2018
Dólar R$ 3,71
Euro R$ 4,28
Tecnologística no LinkedIn
Quarta-feira, 30 de abril de 2014 - 12h05
Aliança batiza novo porta-contêineres
Embarcação chamada Pedro Álvares Cabral faz parte do projeto de renovação da frota de cabotagem

A Aliança Navegação e Logística batizou, na última semana, no Porto Itapoá, em Santa Catarina, o porta-contêineres Pedro Álvares Cabral, que faz parte de uma série de quatro navios idênticos destinados à renovação da frota de cabotagem da empresa, orçada em R$ 450 milhões.

Com capacidade para 3.800 TEUs e 500 tomadas para contêineres refrigerados, o navio já está em operação desde 2013 no serviço de cabotagem da Aliança, juntamente com os porta-contêineres Américo Vespúcio, Fernão de Magalhães e Sebastião Caboto, que fazem parte da série denominada Grandes Descobridores.

 O serviço de cabotagem da Aliança atende a um total de 16 portos, de Buenos Aires até Manaus, dividido em quatro aneis e com um total de 116 escalas mensais. Ao todo, dez navios da empresa realizam o transporte entre os portos do Brasil e do Mercosul.

 “Oferecemos uma cobertura dos mercados com escalas diretas nos principais portos, ampliando a atuação às regiões Norte, Nordeste, Sul e Sudeste, com maior capacidade e agilidade nas operações. Com isso, projetamos crescer, em 2014, acima de 20%”, revela Julian Thomas, diretor-superintendente da Aliança.

 Para este ano, a empresa espera aumentar a movimentação de cargas de arroz a partir do Porto do Rio Grande (RS), eletroeletrônicos e duas rodas em Manaus, alumínio e níquel em São Luís, e alimentos, higiene e limpeza no porto de Santos (SP).

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!