Terça-feira, 23 de outubro de 2018
Dólar R$ 3,68
Euro R$ 4,23
Tecnologística no LinkedIn
Sexta-feira, 8 de agosto de 2014 - 12h08
VLI amplia frota de locomotivas no corredor Centro-Norte
Empresa transfere ativos que atuavam no Centro-Sudeste para trecho da Ferrovia Norte-Sul

A VLI transferiu, nesta semana, quatro locomotivas do corredor logístico Centro-Sudeste para a frota do Centro-Norte, com o objetivo de reforçar as operações na Ferrovia Norte-Sul (FNS) na ligação entre os estados do Tocantins e do Maranhão. O objetivo da iniciativa é dar suporte à demanda ao transporte de grãos e celulose da região.

VLI credito Divino Advincula-AMG interna

As máquinas embarcaram no Porto de Santos (SP) e foram levadas até o Porto do Itaqui (MA). No terminal maranhense, os ativos, que pesam em média 180 toneladas cada, foram içados com o uso de dois guindastes localizados a bordo do navio. As locomotivas, do tipo SD70AC, devem passar por um procedimento de inspeção de rotina para, ainda nesta primeira quinzena de agosto, serem incorporadas às atividades ferroviárias na nova locação.

O modelo apresenta potência de 4.300 cv e redução de 9% no consumo de combustível quando comparado às locomotivas C36 utilizadas atualmente na FNS. No início de 2014, a VLI havia adquirido sete máquinas do mesmo tipo para o transporte na ferrovia, em um investimento avaliado em R$ 45 milhões. Com isso, as quatro locomotivas que desembarcaram em Itaqui irão somar-se a essas sete máquinas e às 12 do modelo C36, totalizando uma frota de 23 ativos.

Os novos equipamentos devem gerar ganhos em rapidez e eficiência na FNS. “Com máquinas mais modernas e potentes, esperamos realizar trens maiores, com menor quantidade de locomotivas, o que reduzirá a necessidade de manobras para a montagem dos trens, dando agilidade no escoamento dos produtos”, explica o gerente de Fomento de Negócios da VLI, Eduardo Calleia.

“O corredor Centro-Norte está na rota de crescimento da VLI. Além das aquisições em material rodante, também estamos estudando a implantação de novos terminais de cargas no Tocantins. Estamos atentos ao desenvolvimento dessa região e queremos crescer junto com ela”, completa o executivo.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!