Terça-feira, 23 de outubro de 2018
Dólar R$ 3,68
Euro R$ 4,23
Tecnologística no LinkedIn
Sexta-feira, 14 de novembro de 2014 - 10h27
Tecon Salvador testa exportação de banana-prata para a Europa
Contêiner refrigerado com carga proveniente do norte de Minas Gerais foi enviado para Portugal

O Tecon Salvador, terminal de contêineres do Grupo Wilson Sons localizado na capital baiana, divulgou nesta semana sua participação em um projeto inédito que visa exportar banana-prata para o mercado europeu.

O primeiro contêiner foi embarcado em outubro e chegou a Portugal há uma semana. O transporte adequado da carga é um dos principais desafios, por isso um contêiner refrigerado contendo 5,7 toneladas da fruta passou por um período de testes no qual foi mantido em observação durante um mês na região produtora, em Jaíba, no norte de Minas Gerais, simulando as condições que seriam enfrentadas no transporte até a Europa.

O recebimento da carga foi acompanhado por uma equipe composta por parceiros envolvidos no projeto, que inclui um representante dos produtores de Jaíba e profissionais de logística e climatização, que avaliaram tecnicamente a integridade e a qualidade da carga.

O próximo passo é acompanhar a aceitação do consumidor. “Vencidos os desafios técnicos, acreditamos que há demanda no mercado internacional para essa variedade de banana. Existem hoje cerca de doze mil hectares de bananas-prata em cultivo na região do Jaíba que podem ser comercializadas”, conta Ivanete Pereira, gerente de Relacionamento da Associação Central dos Fruticultores do Norte de Minas (Abanorte).

Desde o ano 2000, a Abanorte coordena os esforços dos produtores mineiros para estabelecer um protocolo de exportação para a carga, com objetivo de estender a vida verde da fruta e, assim, alcançar o mercado internacional. “Apoiar projetos inovadores como o da Abanorte reforça nosso acompanhamento do mercado, além de manter a regularidade na movimentação de carga refrigerada destinada ao mercado internacional”, afirma Patrícia Iglesias, diretora Comercial do Tecon Salvador.

A executiva explica que os embarques de banana podem se tornar mais frequentes, já que o terminal tem ampla experiência com a movimentação de frutas em contêineres refrigerados, como no caso da exportação de manga e uva do Vale do Rio São Francisco e de limão de Minas Gerais e do interior da Bahia.

A exportação da banana-prata é um projeto realizado por meio do Programa de Apoio à Competitividade dos Arranjos Produtivos Locais (APL) de Fruticultura da Região do Jaíba e contou com a participação do Governo de Minas Gerais, da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) e do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais.

“O projeto trará um novo cenário para a produção da região do Jaíba, que tem todo o potencial para fazer parte do mercado mundial de frutas. E o Tecon Salvador oferece condições para viabilizar embarques regulares como esse de banana-prata”, diz Iglesias. O porto de Salvador é o mais próximo da região norte de Minas Gerais, localizado a aproximadamente 1.000 km do município de Jaíba.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!