Domingo, 22 de abril de 2018
Dólar R$ 3,41
Euro R$ 4,18
Tecnologística no LinkedIn
Segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015 - 12h08
Tecon Rio Grande inicia exportação de farelo de soja para a Europa
Terminal de contêineres gaúcho viabilizará o embarque de cerca de 2.000 toneladas para a Alemanha

O Tecon Rio Grande (RS), empresa pertencente à Wilson Sons, em parceria com a Gomes Marques e com a Serra Morena, iniciou um projeto para exportação de farelo de soja em contêineres. Os produtos, cerca de 2.000 toneladas divididas em 100 contêineres, serão enviados para a Alemanha em embarques semanais. Além do farelo de soja, o acordo pode ser estendido para atender mais cargas do setor agrícola, como milho, trigo e soja. O projeto começou no dia 9 de fevereiro e a previsão é que se estenda até o mês de março.

A Gomes e Marques é responsável pelo recebimento, armazenagem, estufagem e transporte dos grãos. O processo para liberação do contêiner dura, em média, 15 minutos. A empresa conta com infraestrutura para entregar de 20 a 30 contêineres do produto por dia. Com isso, o processo, que é todo automatizado, ganha em produtividade e qualidade, visto que os grãos vão direto para o contêiner.

Após estufado, o contêiner é levado até o Tecon Rio Grande, que realiza a movimentação e o embarque da carga. Já a Serra Morena, empresa localizada em Porto Alegre, é responsável pela comercialização com os clientes finais na Europa.

Entre as vantagens da estufagem de grãos e exportação por contêiner está o acesso a mercados que trabalham com volumes menores das commodities; a redução de custos com despesas extras; facilidade na distribuição, além do melhor aproveitamento dos grãos, que não sofrem alterações por condições climáticas.

Para o diretor Comercial do Tecon Rio Grande, Thierry Rios, a parceria demonstra a capacidade do terminal em atender diferentes setores da economia gaúcha. “Iniciamos o trabalho com a Gomes Marques em 2014 para a movimentação de soja. Neste mês enviaremos os primeiros contêineres com farelo para a Europa. Essas soluções logísticas que estamos propondo reforçam a nossa constante busca de alternativas acessíveis para nossos clientes e para a economia do estado”, diz.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!