Terça-feira, 23 de outubro de 2018
Dólar R$ 3,69
Euro R$ 4,24
Tecnologística no LinkedIn
Segunda-feira, 2 de março de 2015 - 11h50
Aliança lança novo serviço para o Mercosul
A rota terá escalas quinzenais e em dias fixos nos portos de Santos, Itapoá, Punta Pereira e Rosário

A Aliança Navegação e Logística colocou em operação, em fevereiro, um novo anel para atendimento do Mercosul, com escalas quinzenais e em dias fixos nos portos de Santos (SP), Itapoá (SC), Punta Pereira (Uruguai) e Rosário (Argentina). O Anel 5 será operado por um navio com capacidade para 1.350 TEUs.

Com isso, a Aliança passa a oferecer dois serviços para o Mercosul. A empresa já contava com o Anel 3, que utiliza dois navios de 2.500 TEUs. “A reformulação do serviço da Aliança disponibilizará dois anéis com três navios para atender a Argentina e o Uruguai”, diz Gustavo Costa, gerente geral de Cabotagem e Mercosul da Aliança Navegação e Logística.

Segundo o executivo, o novo serviço foi desenvolvido para atendimento ao Mercosul e ao comércio exterior da Argentina e do Uruguai, possibilitando que as regiões de Rosário e Santa Fé passem a ter a cobertura dos serviços globais da Aliança para atender às cadeias logísticas da planta de celulose de Montes del Plata, no Uruguai, além de cargas como peças de automóveis, leite em pó, minério, soja e amendoim.

No ano passado, o volume de cargas no Mercosul apresentou uma queda de 14% em comparação com 2013. Porém, a Aliança cresceu 5% no mesmo período, o que indica que em momentos de crise e redução de custos há maior migração do modal rodoviário para o marítimo.

“Todas as análises indicam que as dificuldades econômicas, tanto no Brasil quanto na Argentina, continuarão em 2015. Mas sempre planejamos nossos serviços com uma visão de longo prazo e também acreditamos que existem oportunidades de investimento em períodos de crise. Com isso, oferecemos ao mercado serviços competitivos e a possibilidade de revisão das cadeias logísticas com redução de custos”, completa Costa.

A Aliança é a única empresa de navegação autorizada nos acordos bilaterais do Brasil com a Argentina e Uruguai escalando regularmente os portos de Buenos Aires, Zárate, Rosário e Montevidéu.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!