Quinta-feira, 19 de julho de 2018
Dólar R$ 3,88
Euro R$ 4,50
Tecnologística no LinkedIn
Quinta-feira, 19 de março de 2015 - 11h14
VLI implanta projeto de manutenção de infraestrutura ferroviária
A estratégia visa otimizar trabalhos como capina e roçada ao longo da malha da Ferrovia Centro-Atlântica

A VLI divulgou em março um projeto de estruturação para 2015 voltado exclusivamente à manutenção preventiva de sua infraestrutura ferroviária. A estratégia visa reforçar, por exemplo, trabalhos de capina e roçada ao longo das vias da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA), possibilitando ganhos em segurança operacional e melhorias no entorno da malha. A companhia já investiu aproximadamente R$ 1 milhão na compra de novos equipamentos para a realização dos serviços.

A manutenção preventiva de infraestrutura também engloba a limpeza de canaletas e bueiros às margens da linha férrea. Os trabalhos asseguram a melhoria do campo visual nos cruzamentos rodoferroviários, reduzindo o risco de acidentes. Além disso, possibilitam condições favoráveis para a drenagem da água, prevenindo alagamentos e erosões ao longo da malha.

O projeto busca otimizar esses processos e garantir a qualidade das ações. Para isso, foi criada uma equipe exclusiva de técnicos e especialistas que agora são responsáveis pela inspeção da malha ferroviária. Eles identificam os trechos que necessitam de manutenção e viabilizam os trabalhos.

“A empresa também investiu na aquisição de equipamentos, como implementos de poda, que vão aumentar significativamente a produtividade dos trabalhos. Essa iniciativa colabora para o avanço das ações preventivas voltadas à segurança operacional e às melhorias na faixa de domínio da ferrovia”, explica César Toniolo, gerente de planejamento de manutenção de via permanente da VLI.

Antes da reestruturação, os serviços eram realizados manualmente por empresas contratadas pela VLI. A expectativa é que o projeto consiga aumentar em até 20 vezes o alcance das ações nas vias da FCA somente neste ano. A empresa também estuda estratégias para implantar o projeto na Ferrovia Norte-Sul (FNS).

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!