Terça-feira, 24 de abril de 2018
Dólar R$ 3,45
Euro R$ 4,20
Tecnologística no LinkedIn
Quinta-feira, 23 de abril de 2015 - 11h42
JadLog duplica área de operações com novo terminal
Empresa planeja também abertura de filial em Miami, para atender logística do e-commerce

A JadLog, um dos maiores players de logística de cargas expressas fracionadas do país, está finalizando as obras de seu novo terminal, onde também ficará a nova sede da empresa, que deverá ter sua área operacional dobrada. A estrutura fica no km 18 da Rodovia Anhanguera, na cidade de São Paulo, e contará com 42 mil metros quadrados de área total, sendo 20 mil m2 de armazéns, com 70 docas e pátio com capacidade para mais de 100 caminhões. Com a inauguração, prevista para o próximo mês de junho, a sede e o terminal localizados no bairro da Freguesia do Ó, também na capital paulista, serão desativados.

De acordo com o diretor Comercial da empresa, Ronan Hudson, há cerca de três anos a JadLog buscava uma nova sede e tinha como foco a Anhaguera devido a seu acesso facilitado ao maior mercado do país. “A estrutura encontrada não poderia ser melhor, porque nos atende tanto em termos de localização como de configuração do edifício. Pelas características da nossa atividade, de alto giro, precisávamos dispor de um número elevado de docas e um pátio amplo, o que foi totalmente atendido no novo prédio”, afirma.

“A opção seria Guarulhos, que não é o ideal porque nós também dependemos muito do Aeroporto de Congonhas, no centro da cidade, para nossas operações. Hoje, a participação dos dois aeroportos nas movimentações aéreas se equivale”, continua Hudson.

O diretor revela que, com o novo terminal, a empresa pretende implantar um sorter para separação automática das cargas, o que não foi possível nas instalações atuais. “Já vínhamos fazendo estudos e análises de propostas, mas achamos melhor comprar o sorter adaptado à nova configuração da operação. Mas posso afirmar que este projeto estará implantado já em 2016”.

A nova estrutura dará melhor suporte ao crescimento da empresa, que em 2014 foi de 12% e este ano deve atingir os 20%, mesmo com a situação econômica atual. Hudson explica que alguns setores que a JadLog atende se beneficiaram indiretamente da crise. “Operamos peças de reposição automotiva e de assistência técnica de eletroeletrônicos. Com a crise, as pessoas deixam de trocar de carro e de comprar aparelhos eletrônicos e optam pelo conserto, o que nos ajudou”, diz o executivo.

Além dos setores citados, a companhia tem seu foco também no e-commerce – seu carro-chefe, que representa 20% dos negócios –, e nos segmentos de material promocional e farmacêutico. “Temos operações em vários outros setores, mas mais pulverizadas. Ao todo, temos 35 mil clientes em nossa carteira”, informa.

A JadLog investiu R$ 20 milhões em 2014 e, este ano, prevê aplicar outros R$ 20 milhões, principalmente em tecnologia e frota. O novo prédio é alugado e exigirá, de acordo como diretor, cerca de R$ 1,5 milhão para as adaptações necessárias e para a compra de equipamentos. O edifício tem proteção térmica, piso que suporta a operação de cargas pesadas e iluminação de Led, o que traz redução sensível no consumo de energia.

Completando este ano uma década de mercado, a JadLog prepara sua expansão internacional e planeja a abertura de uma filial em Miami em 2016, para dar apoio às operações do e-commerce. A empresa já opera hoje com um número crescente de remessas provenientes dos Estados Unidos para o Brasil.

“O peso médio dessas remessas é de 2,8 kg, o que está dentro do perfil de carga que nos interessa e isto, aliado às expectativas de crescimento do B2B, nos anima a investir no mercado internacional”, afirma Hudson.

A JadLog opera uma ampla estrutura de distribuição porta a porta no país, formada por uma rede de mais de 500 franqueados em todas as capitais e principais cidades. Além de utilizar porões de voos comerciais, a empresa opera uma frota aérea própria, além de uma frota terrestre com mais de 240 caminhões e carretas e 3 mil utilitários.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!