Quarta-feira, 24 de janeiro de 2018
Dólar R$ 3,23
Euro R$ 3,98
Tecnologística no LinkedIn
Quinta-feira, 6 de agosto de 2015 - 11h22
Itapoá passa a pesar cargas diretamente nos guindastes
RTGs realizam a pesagem dos contêineres, agilizando a movimentação dentro do terminal catarinense

O Porto Itapoá (SC) passou a oferecer aos importadores e exportadores que utilizam seus serviços a pesagem das cargas diretamente no guindaste empregado na movimentação dos contêineres dentro do pátio do terminal.

O trabalho de implantação da novidade durou cerca de seis meses e a utilização do recurso foi agora autorizada pela Receita Federal. De acordo com o próprio porto, a iniciativa é pioneira dentre os terminais marítimos da Região Sul do Brasil.

A pesagem das cargas é realizada, usualmente, nos gates dos terminais, mas a aplicação do sistema diretamente nos RTGs (sigla em inglês para rubber tyre gantry crane) deve proporcionar mais agilidade nos processos de entrada e saída de caminhões no porto, reduzindo o tempo de permanência dos veículos dentro do complexo.

“A inovação é a principal alternativa das companhias quando é preciso criar diferenciais competitivos para os clientes”, destaca o presidente do Porto Itapoá, Patrício Junior. “Queremos ser reconhecidos não apenas pelo volume, mas por fazer parte das empresas que se inspiram diariamente para oferecer ao mercado as melhores vantagens no setor portuário, investindo em tecnologia, desenvolvimento de pessoas e crescimento sustentável das operações”, diz.

Quando cita o volume movimentado em Itapoá, o executivo refere-se à marca de 1 milhão de contêineres atingida pelo porto no mês de julho, apenas quatro anos depois do início de suas operações, em meados de 2011.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!