Sábado, 21 de julho de 2018
Dólar R$ 3,77
Euro R$ 4,41
Tecnologística no LinkedIn
Segunda-feira, 19 de outubro de 2015 - 10h17
GLP terá novo parque logístico em Jundiaí
O empreendimento, que terá área construída de 93 mil m², tem construção prevista para o 1º trimestre de 2016

A Global Logistic Properties (GLP) adquiriu um terreno de 186 mil m² na cidade de Jundiaí, na Região Metropolitana de São Paulo. Localizado no km 61 da Rodovia Anhanguera, o terreno receberá um parque logístico com área construída de 93 mil m², infraestrutura completa e padrão A (best-in-class). O início das obras está previsto para o primeiro trimestre de 2016.

Segundo Mauro Dias, presidente da GLP no Brasil, a localização estratégica da cidade, próxima a São Paulo e Campinas e com fácil acesso às principais rodovias do Brasil, entre elas a Rodovia dos Bandeirantes, Anhanguera e Rodoanel, tem atraído empresas que buscam agilidade no escoamento e distribuição de seus produtos.

O GLP Jundiaí III será o terceiro empreendimento da empresa na cidade, e o maior deles. Os parques GLP Jundiaí I, com área construída total de 53.400 m², e Jundiaí II, com 45.200 m², também estão localizados na Rodovia Anhanguera, nos kms 63 e 51, respectivamente.

“O Brasil tem um grande déficit em instalações logísticas, sendo que apenas 20% do estoque total do país é de empreendimentos classe A. Estamos sempre atentos para aproveitar oportunidades de desenvolvimento e reconhecemos um grande potencial na região para ampliar a nossa oferta de instalações logísticas modernas”, completa Dias.

Para o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Marcelo Cereser, a instalação do terceiro empreendimento da GLP em Jundiaí mostra o potencial da cidade em atrair empresas. “Jundiaí preenche os pré-requisitos, como localização, oferta de mão de obra qualificada, infraestrutura e qualidade de vida, que a colocam no mapa dos investidores. A implantação do novo parque da GLP é importante para atrair novas empresas, o que deve resultar na geração de emprego e receita”, conclui.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!