Sábado, 21 de abril de 2018
Dólar R$ 3,41
Euro R$ 4,19
Tecnologística no LinkedIn
Sexta-feira, 4 de dezembro de 2015 - 13h54
Ibex inicia operações para atender o mercado de e-commerce
Empresa nasce com foco nos pequenos e médios empreendedores

O mercado de e-commerce brasileiro ganhou, neste mês de dezembro, um novo provedor de serviços logísticos, focado especialmente nos pequenos e médios empreendedores do setor. Trata-se da Internet Brasil Express (Ibex), empresa pertencente ao Grupo Golden Slumbers, que inaugurou ontem seu primeiro armazém, localizado em Barueri (SP).

Apesar de recém-criada, a Ibex conta com a sinergia da estrutura da Ilog, empresa do mesmo grupo que atua há cinco anos em operações também voltadas para o e-commerce, mas para empresas de grande porte, tendo como principal cliente o Walmart. A Ilog transporta cerca de R$ 1 bilhão em mercadorias por ano e conta com 300 colaboradores diretos, frota própria composta por 15 veículos leves, 60 semirreboques e 20 cavalos-mecânicos e atende 2.300 cidades.

“Ao combinar os talentos e recursos e recursos da Ilog com os da nova divisão, criamos uma empresa nova com know-how para atender os clientes de forma abrangente, com preços justos e um alto padrão”, destaca Washington Moura, presidente da Ibex e vice-presidente Financeiro do Grupo Golden Slumbers. Sem dar mais detalhes, o executivo revela que o grupo tem a intenção de adquirir, em 2016, uma empresa de courier.

A Ibex recebeu investimentos iniciais de R$ 2 milhões e tem como objetivo oferecer serviços de logística integrada para as pequenas e médias empresas que atuam com e-commerce e precisam de um provedor logístico robusto, mas não possuem uma operação que justifique a contratação de um operador logístico de grande porte. “A pequena empresa do setor é aquela que registra a partir de cinco pedidos por dia, por exemplo”, explica Rafael Martau, diretor Comercial da Ibex. O armazém da empesa conta com capacidade para expedir até 18 mil itens diariamente.

A estrutura, situada dentro de um condomínio logístico, possui 2 mil m² de área total e conta com três docas, pé-direito livre de 10 metros, 2 mil posições-palete e 12 mil prateleiras. A Ibex já locou outro galpão dentro do condomínio e, no mês de janeiro, passará a contar com 4 mil m² e oito docas no total. “Estamos prontos para atender de imediato 82 mil posições para armazenagem de roupas e outras 280 mil para acessórios”, diz Martau. Nas prateleiras, as mercadorias serão armazenadas em bins, ou mini-contêineres, e as posições-palete destinam-se a itens maiores.

O armazém, que conta com o sistema WMS da Sythex, segue um conceito de operação totalmente sem papel, utilizando códigos de barras para o controle do estoque e das operações de entrada e expedição, com 24 estações que realizam esse gerenciamento. As entregas serão realizadas utilizando empresas terceirizadas e também veículos da própria Ilog.

Outras características da estrutura inaugurada pela Ibex incluem uma área de 50 m² com controle de temperatura, dedicada à armazenagem de cosméticos, por exemplo, e um estúdio fotográfico de 25 m² dentro do próprio armazém, para que as empresas de e-commerce possam produzir material referente a seus produtos e disponibilizá-lo em suas plataformas de vendas.

“A logística das pequenas e médias empresas do e-commerce ainda é muito refém dos Correios”, analisa Moura. “A intenção é fidelizar esse cliente, até porque ele vai crescer um dia”, acrescenta. A expectativa é que as operações da Ibex e da Ilog obtenham um faturamento de R$ 100 milhões em 2016.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!