Quarta-feira, 24 de janeiro de 2018
Dólar R$ 3,23
Euro R$ 3,98
Tecnologística no LinkedIn
Quarta-feira, 9 de dezembro de 2015 - 10h13
Movimentação de contêineres cresce 34% na MRS
Resultado foi impulsionado por segmentos como de papel e celulose, produtos automotivos e boninas de alumínio

A operadora ferroviária de carga MRS Logística registrou, nos dez primeiros meses de 2015, um crescimento de 34% no transporte de contêineres na comparação com o mesmo período do ano passado. Ao todo, foram movimentados 57 mil TEUs neste ano, contra 42,6 mil TEUs de janeiro a outubro de 2014.

Em alguns segmentos, o crescimento foi ainda mais expressivo. Os produtos automotivos, por exemplo, aumentaram quase 50% em termos de volumes de transporte conteinerizado. Em relação às bobinas de alumínio, a MRS registrou uma expansão de 26,82%. O grande destaque, contudo, foi o setor de papel e celulose, com um salto de 113,91%.

“O crescimento do setor de produtos automotivos se deve, em grande medida, à ampliação das operações em terminais na região de Suzano (SP) e Sumaré (SP). Esse segmento passa por um forte momento de redução de custos e a ferrovia é uma solução viável nesse sentido”, explica Elisa Guimarães Figueiredo, gerente Comercial de Industrializados e Granéis da MRS.

De acordo com a executiva, quanto ao setor de papel e celulose, o aumento está associado à maior participação do modal ferroviário no Porto de Santos (SP) com cargas que têm origem nas plantas de papel de Suzano e Limeira (SP). “Já bobinas, lingotes e sucata de alumínio fazem parte do nosso amplo portfólio com a Novelis. Nossa parceria cresceu bastante em 2015, visto que a MRS participava dos transportes ferroviários com destino à cabotagem, e ampliou a participação na importação de insumos e exportação de produtos acabados”.

Atuando em Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, a MRS responde hoje pelo transporte de quase 20% do total das exportações brasileiras.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!