Terça-feira, 24 de abril de 2018
Dólar R$ 3,45
Euro R$ 4,20
Tecnologística no LinkedIn
Quarta-feira, 20 de janeiro de 2016 - 9h42
APM Terminals Brasil divulga balanço de 2015
Em Itajaí, a produtividade cresceu 13% em relação a 2014

A APM Terminals Brasil, empresa arrendatária do Porto de Itajaí (SC) e que opera também um terminal em Pecém (CE), fechou o ano de 2015 com o maior índice histórico de produtividade nas duas cidades.

No terminal catarinense, as operações da empresa registraram média de 35,59 movimentos por hora (mph) por portêiner. O resultado ficou 13% acima da média registrada em 2014, que foi de 31,40 mph por equipamento. O recorde alcançado em Itajaí em 2015 foi de 39,84 mph por equipamento, 25% acima da produtividade máxima do ano anterior, de 31,77 mph.

Já em Pecém, os índices de movimentação também seguiram em ritmo de crescimento na operação dos guindastes. No terminal cearense, a produtividade média por equipamento cresceu 58%, alcançando 18,26 mph em 2015, com pico de 36,11 mph.

“O aumento da produtividade é resultado de investimentos em equipamentos, processos e qualificação dos funcionários. Além disso, o intercâmbio de informações com os mais de 60 terminais da APM Terminals no mundo proporciona a aplicação de melhores práticas no planejamento operacional e na manutenção dos equipamentos”, explica Ricardo Arten, diretor-superintendente da APM Terminals Brasil.

Além dos terminais em Itajaí e Pecém, a empresa é sócia da Brasil Terminal Portuário (BTP), em Santos (SP), e conta com uma rede de serviços retroportuários em Rio Grande (RS), Itajaí, Itapoá (SC) e Paranaguá (PR).

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!