Quarta-feira, 17 de outubro de 2018
Dólar R$ 3,68
Euro R$ 4,24
Tecnologística no LinkedIn
Quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016 - 9h24
Riogaleão Cargo recebe certificados da Anvisa
Terminal pretende ser a maior porta de entrada de produtos farmacêuticos do Brasil

O Riogaleão Cargo, terminal de cargas da concessionária Riogaleão, que administra o Aeroporto Internacional Tom Jobim (RJ), obteve a Autorização de Funcionamento de Empresa (AFE) e a Autorização Especial (AE), da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que atestam que o terminal está em conformidade com as melhores práticas, atende às exigências dos órgãos fiscalizadores e possibilitam o armazenamento de produtos controlados em zona primária.

A conquista é reflexo dos aportes financeiros, das revisões de procedimentos e da readequação da infraestrutura do terminal de cargas realizados pela empresa. Ao todo, R$ 26 milhões já foram investidos. Dentre os destaques está a inauguração de uma nova câmara fria, responsável por reforçar a vocação do terminal para ser uma das mais importantes portas de entrada para produtos farmacêuticos no Brasil.

O Teca Farma 2 possibilitou a triplicação da capacidade de armazenamento de cargas refrigeradas do Riogaleão Cargo. O espaço, que ocupa uma área de 11 mil m³ e é totalmente automatizado, tem dois ambientes com diferentes temperaturas (2° a 8° e 16° a 22°) e é o único no país a contar com um transelevador, que propicia mais agilidade às operações. A implantação da nova câmara fria contribuiu com o aumento da participação dos produtos farmacêuticos nas atividades do terminal: em 2015, eles representaram 21% da receita.

“Estamos empenhados para crescer este ano e um dos pilares da nossa estratégia é garantir que trabalhamos conforme as boas práticas do setor”, afirma Gilberto Ribeiro, gerente Comercial do Riogaleão Cargo. “O recebimento deste certificado e a eminente obtenção do Ceiv Pharma (Centre of Excellence for Independent Validators), da Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata), irão nos tornar a primeira escolha entre os clientes farmacêuticos, que requerem cada vez mais instalações e processos rigorosos e confiáveis”.

O Galeão foi o primeiro aeroporto da América Latina a firmar contrato com a Iata para a obtenção do certificado e participa, desde abril de 2015, do programa adotado mundialmente, que consiste em auditorias e treinamentos técnicos no terminal de cargas.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!