Sábado, 20 de janeiro de 2018
Dólar R$ 3,20
Euro R$ 3,90
Tecnologística no LinkedIn
Sexta-feira, 20 de maio de 2016 - 14h49
Ceva moderniza procedimentos de desembaraço aduaneiro no Brasil
Modificações englobam a eliminação de documentos em papel e a centralização do corpo técnico em São Paulo e Campinas

A Ceva Logistics promoveu mudanças nos seus procedimentos de desembaraço aduaneiro. O objetivo é aumentar significativamente a eficiência para simplificar o atendimento às constantes exigências derivadas de mudanças nos processos aduaneiros. As novidades englobam a eliminação de documentos em papel por meio da adoção de um aplicativo para trabalhar com imagens – o que propicia mais segurança e velocidade no acesso a documentos – e a centralização do corpo técnico especializado em São Paulo e em Campinas (SP), visando o melhor aproveitamento de mão de obra qualificada.

Vários procedimentos são exclusivos de importação e exportação de produtos de e para o Brasil e é vital que os clientes tenham as informações mais atualizadas ao seu alcance para garantir que os embarques sejam tratados da maneira mais eficiente. “O objetivo é melhorar os processos para que possamos aumentar ainda mais nossa produtividade e, portanto, tornar a cadeia de suprimentos dos clientes mais competitiva. Para isso, criamos centros de excelência operacional em São Paulo e em Campinas, o que nos permite focar nas fases técnicas e operacionais do processo”, afirma Rúbio Guimarães, diretor de Desembaraço Aduaneiro da Ceva no Brasil.

Segundo a própria empresa, a natureza complexa dos processos aduaneiros no Brasil pode levar a atrasos para as companhias que não trabalham com um parceiro que esteja totalmente familiarizado com todos os aspectos de sua operação. A principal razão que faz com que os produtos fiquem parados na alfândega é a falta de documentação correta que precisa ser apresentada para que eles sejam liberados. Com isso, há um prazo máximo para que sejam desembaraçados, caso contrário, podem ser apreendidos pela Receita Federal e depois leiloados ou destruídos.

O novo modelo da Ceva mantém o atendimento ao cliente, o suporte técnico e promove a implantação de procedimentos inovadores para processos aduaneiros dentro das filiais da empresa. As atividades operacionais internas são centralizadas para aumentar a eficiência e o ganho de escala, proporcionando à Ceva maior tempo para se concentrar nas necessidades individuais dos seus clientes.

No Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), a companhia já recebeu uma classificação positiva da autoridade aeroportuária pelo seu desempenho aduaneiro. Durante o ano de 2015, a empresa aumentou a eficiência dos procedimentos aduaneiros no aeroporto em 67%. Todos os meses a Ceva realiza aproximadamente 800 processos de desembaraço aduaneiro no aeroporto e mais de 3.000 em todo o Brasil.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!