Domingo, 21 de janeiro de 2018
Dólar R$ 3,20
Euro R$ 3,90
Tecnologística no LinkedIn
Sexta-feira, 29 de julho de 2016 - 12h58
GM e Infraero estabelecem acordo de fidelização em Porto Alegre
Todas as cargas movimentadas no teca do aeroporto Salgado Filho serão nacionalizadas dentro do próprio complexo logístico

A Gerência de Negócios em Logística de Cargas do Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre, estabeleceu, neste mês de julho, um acordo de fidelização com a General Motors do Brasil, para que todas as cargas movimentadas pela empresa no terminal de cargas (teca) passem a ser nacionalizadas dentro do próprio complexo logístico.

O acordo foi estabelecido ao longo de cinco anos de negociações entre Infraero e General Motors, buscando equacionar as necessidades logísticas e a máxima eficiência do processo de movimentação das cargas da empresa. Com a novidade, a General Motors garante um trâmite mais veloz para os volumes recebidos no teca de Porto Alegre, proporcionando competitividade.

Somente no primeiro semestre de 2016, a General Motors movimentou aproximadamente 74 toneladas de cargas no aeroporto, a uma velocidade média de desembaraço de quatro horas por tonelada. Com o acordo de fidelização, esse tempo apresenta perspectiva de melhoras, já que a empresa passará a contar com assessoria personalizada para garantir aumento na agilidade e redução dos custos.

“Contar com uma empresa do porte da General Motors no portfólio de clientes fidelizados da Infraero é um possível estímulo para que outras empresas do setor automobilístico se interessem pelas operações no nosso complexo logístico e os diferenciais operacionais e tarifários que a Infraero pode oferecer. A empresa busca ofertar as melhores condições operacionais para seus clientes, enfatizando sempre a excelência no atendimento, agilidade processual e o fomento ao desenvolvimento”, diz Ezequiel Ferreira, coordenador de Prospecção e Fidelização do Aeroporto Salgado Filho.

O teca de Porto Alegre é o terceiro complexo logístico mais movimentado da Infraero em tonelagem processada. No primeiro semestre de 2016 foram movimentadas 6.625 toneladas de carga nos setores de importação e exportação. Entre as principais cargas movimentadas no teca estão máquinas e equipamentos, produtos de informática, peças agrícolas e insumos de óticas na importação e couro, armamentos, produtos de informática e máquinas na exportação.

O trabalho de fidelização de clientes nas operações de carga é um dos esforços regulares da Infraero na busca pela excelência como elo do setor logístico. São feitas visitas a clientes estratégicos, com o propósito de apresentar a eles as estruturas logísticas, facilidades e diferenciais oferecidos pela empresa. Nelas são explicados os processos e discutidas as particularidades do processo de desembaraço dos produtos, trâmites das cargas, tarifas e diferenciais de infraestrutura.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!