Terça-feira, 23 de outubro de 2018
Dólar R$ 3,69
Euro R$ 4,24
Tecnologística no LinkedIn
Segunda-feira, 19 de setembro de 2016 - 12h37
Hidrovias do Brasil passa a atuar com cabotagem
Empresa entra para o segmento com a aquisição de duas embarcações da Log-In

O segmento de cabotagem brasileiro acaba de ganhar um novo player. A Hidrovias do Brasil, empresa fundada em 2010 que atua no transporte de carga pelos corredores hidroviários na América do Sul, adquiriu duas embarcações da Log-In que operam na logística de bauxita na Região Norte do país.

Além das embarcações – Log-In Tambaqui e Log-In Tucunaré –, a negociação inclui um contrato de longo prazo com a empresa Alumina do Norte do Brasil (Alunorte) para o transporte da bauxita entre Porto Trombetas, no município de Oriximiná (PA) e o Porto de Vila do Conde, em Barcarena (PA).

O processo de negociação durou mais de um ano e demandará um investimento de R$ 680 milhões. Com isso, a Hidrovias do Brasil amplia seu portfólio de serviços e inaugura uma nova frente de negócios. Segundo a própria empresa, a transação ainda está sujeita ao cumprimento de certas condições precedentes estabelecidas no contrato.

A Hidrovias do Brasil foi fundada pelo fundo de infraestrutura do Pátria Investimentos e conta com participações dos investidores Aimco, Temasek, Blackstone, IFC e Banco Nacional de Desenvolvimento Social Participações (BNDESPar).

Também na Região Norte do Brasil, a empresa iniciou recentemente uma operação de transporte de grãos por meio de comboios de barcaças da sua Estação de Transbordo de Cargas (ETC) em Miritituba (PA) até o Terminal de Uso Privado (TUP) nas proximidades de Vila do Conde. Nessa operação, deverão ser movimentadas aproximadamente 1 milhão de toneladas de grãos neste ano, volume que deve chegar a 3 milhões  em 2017 e alcançar 6,5 milhões de toneladas até 2020.

Além disso, a Hidrovias do Brasil atua no Corredor Logístico Sul pela Hidrovia Paraguai-Paraná, com capacidade de movimentação de até 8 milhões de toneladas de cargas diversas, entre commodities agrícolas e minérios, em quatro grandes operações que passam por Brasil, Paraguai, Uruguai e Argentina.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!