Terça-feira, 23 de outubro de 2018
Dólar R$ 3,68
Euro R$ 4,23
Tecnologística no LinkedIn
Sexta-feira, 23 de setembro de 2016 - 15h27
Latam Cargo lança portfólio de produtos para o mercado internacional
Companhia oferece até 19 combinações diferentes de soluções de transporte, com 11 tratamentos e três opções de serviços

A partir de 1º de outubro, os clientes da Latam Cargo poderão contar com novos produtos na hora de reservar o transporte das suas cargas. O novo portfólio da empresa oferece até 19 combinações diferentes de soluções de transporte, com 11 tratamentos e três opções de serviços, conforme as necessidades específicas de cada embarque.

latam-cargo-capa

O novo leque de cuidados com as cargas da Latam Cargo considerou tratamentos altamente especializados, entre eles o Pharma, para o transporte de produtos farmacêuticos, o Alive, para o transporte de animais vivos, e o Protect, para cargas frágeis. Secure, Human Remains, Postal, Oversize, Courier, Hazmat, Basic e Perishable completam as 11 opções.

O portfólio também permite que os clientes acessem opções de combinações de rotas e preços, customizando ainda mais a sua experiência. Além das soluções já conhecidas, a empresa apresenta agora o novo serviço Flex. Trata-se de uma solução econômica para embarques que precisam chegar ao seu destino em um prazo específico. O serviço garante a entrega no prazo de dois a sete dias, de acordo a origem, destino e preferências do cliente.

A combinação destes fatores permite que o novo portfólio da Latam Cargo se caracterize por opções personalizadas que atendem às necessidades dos clientes com padrões de serviço específicos. “Os fatores que mais influenciaram a nova proposta foram as atuais necessidades dos nossos clientes. Desenvolvemos os nossos produtos alinhando estas necessidades à nossa estratégia comercial, com base nos valores de compromisso, agilidade e confiabilidade”, destaca Cristián Ureta, CEO da Latam Cargo.

Os novos produtos estarão disponíveis, inicialmente, para cargas com origem na América do Norte e na Europa. Já na América Latina, a implementação se dará de forma gradual, com conclusão prevista para o primeiro trimestre de 2017.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!