Sábado, 16 de dezembro de 2017
Dólar R$ 3,30
Euro R$ 3,87
Tecnologística no LinkedIn
Quinta-feira, 2 de março de 2017 - 14h33
TRX investe US$ 30 milhões no desenvolvimento de galpão nos EUA
Este é o segundo empreendimento do tipo da empresa brasileira em território norte-americano

O Grupo TRX, que desenvolve, adquire e financia ativos reais por meio da gestão de produtos de investimento, vai construir um galpão modular em Hialeah Gardens, cidade localizada perto de Miami, no estado da Flórida, nos Estados Unidos, onde há forte presença industrial e logística. O terreno já foi comprado e o empreendimento, que se chamará TRX 2 Hialeah, terá 16 mil m² e 12 módulos. Ao todo, o projeto deverá contar com investimentos da ordem de US$ 30 milhões.

TRX interna

Este é o segundo projeto de galpões modulares da TRX em solo norte-americano. O primeiro foi o TRX Doral I, de 20 mil m² e 14 módulos, localizado próximo ao aeroporto de Miami. Os dois galpões modulares somam investimentos de US$ 60 milhões e devem ficar prontos até o fim de 2017.

Para viabilizar financeiramente os projetos, o Grupo TRX estrutura e faz a gestão de Fundos de Investimento em Participações (FIP), Fundos de Investimento Imobiliário (FII) e Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI), dentre outros veículos de investimento, para captação de dinheiro junto aos investidores.

No novo projeto, é possível aportar dinheiro de duas formas. A primeira estrutura de investimento é a partir da compra física de um módulo individual no valor aproximado de US$ 2 milhões.  Nos Estados Unidos, ao comprar um apartamento residencial, é bastante comum o prédio e os apartamentos, mesmo após a venda, ficarem sob a gestão de uma administradora comum.  “O propósito da TRX é o mesmo, porém no âmbito comercial”, comenta Scott Pryce, CEO da TRX Investments, empresa responsável pela estratégia industrial nos Estados Unidos.

Neste mesmo modelo, a gestão do galpão comprado, como manutenção, aluguel ou venda, poderá ficar sob responsabilidade da TRX, caso seja uma opção do proprietário. “O investidor tem a opção de comprar um ativo imobiliário e receber uma renda de aluguel, sem ter que se preocupar com a gestão do imóvel. As características são semelhantes a um investimento ‘triple net’, modalidade já consolidada no mercado norte-americano, quando o inquilino é responsável pelas três principais despesas do imóvel: impostos, seguro e toda a manutenção”, diz Pryce.

Outra forma de investir é por meio da aplicação em um fundo de private equity – modalidade que compra participações em empresas – com foco no setor industrial e que foi estabelecida pela TRX em 2014. O investimento mínimo aproximado é de US$ 2 milhões, com previsão de taxa de retorno interno, que é a rentabilidade efetiva da aplicação, de 15% ao ano.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!