Terça-feira, 17 de julho de 2018
Dólar R$ 3,86
Euro R$ 4,52
Tecnologística no LinkedIn
Segunda-feira, 27 de março de 2017 - 14h31
Tugger train LiftRunner e drone Flybox, do Grupo Kion
Equipamentos foram apresentados durante a feira LogiMat, na Alemanha

Durante a 15ª edição da feira internacional LogiMat, realizada em Stuttgart, na Alemanha, o Grupo Kion, companhia alemã que atua no mercado global com empilhadeiras, equipamentos e serviços para armazenagem, apresentou dois novos produtos: o tugger train LiftRunner, da marca Still, e o drone Flybox, da Linde.

A solução automatizada de tugger train LiftRunner se move de maneira independente por meio de rolos elétricos que definem as rotas dentro da operação. O diferencial do novo tugger train está no fato de todos os seus procedimentos serem automatizados, inclusive de carga e descarga. O equipamento apresenta também opção de operação manual.

Grupo kion 1

A solução tem acesso a todas as estações de fluxo de mercadorias de forma totalmente automatizada, desde o carregamento do trem de engate no ponto de partida, passando pelas estações individuais na linha de produção, até a estação de descarga final.

Outro produto apresentado foi do protótipo do drone Flybox. Com aproximadamente 50 centímetros de largura e equipado com seis rotores, câmera, scanner de código de barras e telemetria, ele realiza seu caminho até a frente de um prateleira, tirando uma foto de cada local de armazenamento de paletes e capturarando os códigos de barras dos bens armazenados.

Quando atinge determinada altura, o drone se move para a direita ou para a esquerda em sincronia com a empilhadeira no chão e continua o processo de documentação de cima para baixo. Em seguida, move-se para a próxima posição e sobe novamente, repetindo o movimento em ondas, até que tenha capturado todas as posições. Ele manda as informações para o servidor e lá tudo que foi documentado pode ser acesso a qualquer momento.

Com o acoplamento junto à empilhadeira, a Linde resolveu dois desafios que até então impediam o uso de drones em armazéns: a fonte de alimentação, pois as baterias de drones normalmente duram apenas 15 minutos, e a localização em local fechado sem a recepção de sinal GPS. Graças à geonavegação, o sistema sempre sabe exatamente onde o drone está, pois o veículo transmite as coordenadas da superfície e um sensor de altura instalado no drone mede sua respectiva altitude.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!