Sábado, 16 de dezembro de 2017
Dólar R$ 3,30
Euro R$ 3,87
Tecnologística no LinkedIn
Quinta-feira, 6 de abril de 2017 - 14h40
Hamburg Süd lança projeto-piloto com a Electrolux no Chile
Objetivo é reduzir as emissões de dióxido de enxofre no Porto de Iquique

A Hamburg Süd e seu cliente sueco Electrolux lançaram recentemente um projeto-piloto para reduzir as emissões de dióxido de enxofre no Porto de Iquique, no Chile. Para operar os motores auxiliares e as caldeiras durante as escalas, o navio Santa Clara, de 7.154 TEUs, utilizou o gasóleo naval de alto grau (MGO) em substituição ao óleo pesado convencional (HFO). Graças ao menor teor de enxofre do MGO, cerca de 95% das emissões de dióxido de enxofre foram proporcionalmente reduzidas para a carga da Electrolux no porto.

“A inovação do projeto não está exatamente na mudança de combustível em si, que já é obrigatória nos mares do Norte e Báltico, bem como nas Áreas de Controle de Emissões da América do Norte. A novidade é que os dois lados estão assumindo despesas adicionais e custos mais altos para tornar a cadeia de valor agregado mais sustentável. Com esta abordagem, as empresas estão entrando em um território inexplorado e dando um exemplo para soluções na navegação mais favoráveis ao meio ambiente”, diz Ottmar Gast, presidente do Conselho Executivo da Hamburg Süd.

“Durante os últimos cinco anos, os parceiros logísticos da Electrolux conseguiram reduzir as emissões de carbono em 35%. O próximo passo, como parte do projeto de sustentabilidade For The Better, é reduzir os níveis de óxidos de enxofre nos portos que carecem de regulação. Estamos começando no Chile”, explica Tomas Dahlman, diretor da Electrolux Global Energy Strategies.

A ideia do projeto surgiu de uma força-tarefa dos membros do Clean Cargo Working Group (CCWG). A mudança de combustível em Iquique representa a primeira fase deste projeto-piloto. O próximo passo será estendê-lo a outros portos no Chile, México e Peru.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!