Quarta-feira, 23 de agosto de 2017 - 15h28
Santos Brasil registra crescimento no segundo trimestre do ano
Apenas o Tecon Santos apresentou queda em relação ao mesmo período do ano passado

A Santos Brasil encerrou o segundo trimestre do ano com crescimento operacional em suas unidades Tecon Vila do Conde (PA), Tecon Imbituba (SC), Terminal de Veículos (TEV) e Logística. Apenas o Tecon Santos (SP) apresentou queda em relação ao mesmo período do ano passado, em função do término do contrato de um serviço de navegação para a Ásia, ocorrido em abril.

O terminal de contêineres catarinense registrou alta de 38% no volume total movimentado, sendo 623,8% em longo curso e 21,6% em cabotagem. Vale ressaltar que, a partir do dia 1º de setembro, Imbituba passa a receber um novo serviço de longo curso para a Ásia, que tem o potencial de acrescentar cerca de 75 mil TEUs por ano ao terminal.

Em Vila do Conde, o desempenho manteve a curva ascendente dos últimos trimestres, com aumento de 5,1% no volume de contêineres movimentados, somando 17.204 unidades, e evolução de 5% e 5,1% nas operações de longo curso e cabotagem, respectivamente. Em junho, a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) aprovou o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental, reconhecendo, assim, a viabilidade da prorrogação antecipada do contrato de arrendamento da instalação. O documento agora está em análise pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil para posterior assinatura do termo aditivo ao contrato.

O TEV continuou refletindo no segundo trimestre a boa performance das exportações de veículos e apresentou aumento de 46,3% nas operações de embarque em relação ao mesmo período do ano passado. Do total movimentado, as exportações corresponderam a 94,2% e os veículos leves representaram 91,2%.

A companhia registrou ainda incremento de 16,5% em relação ao segundo trimestre de 2016 no volume de contêineres armazenados na Santos Brasil Logística, totalizando 10.247 unidades. Tal cenário foi decorrente da maior retenção de contêineres de importação, que passou de 49,2% no ano passado para 53,8% no segundo trimestre de 2017, e de novos contratos firmados com agentes de carga e NVOCCs.

Em função do término do serviço para a Ásia, o Tecon Santos movimentou um total de 204.573 contêineres no período, queda de 8,1% em relação ao mesmo trimestre do ano passado. Esse resultado influenciou a participação de mercado da companhia no Porto de Santos, que passou de 39,1% no segundo trimestre de 2016 para 32,9% neste ano. A saída do serviço também teve impacto no volume total consolidado de contêineres movimentados no cais dos três terminais, que finalizou o segundo trimestre de 2017 com 229.425 unidades, que de 6,2% na comparação com o mesmo período do ano passado.

No mix de serviços da Santos Brasil, as operações de cabotagem tiveram crescimento em sua participação no total movimentado, que foi de 19,9% no neste ano, assim como as de transbordo, cuja representatividade foi de 37,3% no período As operações de armazenagem alfandegada aumentaram 6,7% no segmento de terminais portuários de contêineres.