Quinta-feira, 19 de julho de 2018
Dólar R$ 3,88
Euro R$ 4,50
Tecnologística no LinkedIn
Sexta-feira, 22 de setembro de 2017 - 10h08
BMC-Hyundai apresenta novas linhas de empilhadeiras na Movimat
Consagrada como referência nos big trucks, empresa agora visa avançar em outros segmentos

A joint venture BMC-Hyundai, focada no Salão Internacional da Logística Integrada (Movimat), que vai acontecer em outubro em São Paulo, prepara uma série de novidades para o evento. Já reconhecida como líder na venda de empilhadeiras de grande porte, também chamadas de big trucks, com capacidade para cargas acima de oito toneladas, a empresa agora planeja avançar em outros segmentos.

Nesse sentido a BMC-Hyundai trouxe este ano para o Brasil os novos modelos de empilhadeiras com capacidade entre 2,5 e 3,3 toneladas, que prometem maior produtividade e rentabilidade nas operações logísticas. Os modelos 25 DT, 30 DT e 33 DT (motor a diesel) e 25 LF, 30 LF e 33 LF (movidos gás GLP) já estão sendo comercializados desde julho deste ano, contudo só serão apresentados de forma oficial na Movimat.

“A empresa acredita na retomada do mercado e está preparada para participar dele. Por isso faremos na Movimat o lançamento da nova série de empilhadeiras à combustão, além das elétricas. Estaremos com a equipe preparada para mostrar as novidades e os benefícios que estes equipamentos estão trazendo para o mercado brasileiro”, conta o CEO da BMC-Hyundai, Felipe Cavalieri.

Para Ercílio Romeiro, gerente comercial da BMC-Hyundai, as novas empilhadeiras tem um diferencial em relação à velocidade e economia. “A vantagem é que elas figuram entre as mais rápidas e econômicas em suas categorias”. Os modelos com acionamento a gás, por exemplo, podem atingir uma velocidade de 28 quilômetros por hora e uma velocidade de elevação do garfo de até 45 milímetros por segundo, o que chega a ser 10% superior as outras empilhadeiras da mesma categoria.

Outra novidade que vai ser apresentada na Movimat são as empilhadeiras elétricas retráteis, que comportam de 1,6 a 2,5 toneladas. São máquinas com residuais de carga aumentados em relação à antiga linha, e, segundo a empresa, possui uma  tecnologia mais avançada para proporcionar maior rendimento e produtividade.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!