Sábado, 20 de janeiro de 2018
Dólar R$ 3,20
Euro R$ 3,90
Tecnologística no LinkedIn
Quinta-feira, 19 de outubro de 2017 - 8h49
TCP Log começa a operar o Depot Express em Paranaguá
Espaço localizado na retroárea do porto possui capacidade para movimentar 3.500 contêineres

A TCP Log, subsidiária logística da TCP, empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá, no Porto de Paranaguá (PR), iniciou as operações do Depot Express, um espaço localizado na retroárea do complexo portuário com capacidade para movimentar 3.500 contêineres refrigerados por mês.

O objetivo é otimizar a cadeia logística para armadores, transportadores e exportadores, oferecendo maior eficiência operacional e redução de custos. Os contêineres refrigerados vazios que chegam a Paranaguá são transferidos para o Depot Express, onde são vistoriados, reparados, higienizados e testados, ficando aptos a serem carregados em caminhões e seguir viagem.

Para operar na retroárea, a TCP Log conta com uma frota própria de caminhões dedicada ao transporte dos contêineres vazios, operando em três turnos, 24 horas por dia. Juarez Moraes e Silva, diretor-superintendente e Comercial da TCP, explica que o Depot Express foi criado para solucionar a fila de espera de caminhões para a retirada de contêineres.

“Esse gargalo gera custos na cadeia logística, podendo fazer com que haja o desvio de cargas de Paranaguá para outros portos. Nós aumentamos a velocidade do atendimento, gerando ganhos operacionais e financeiros para todos os elos da cadeia”, destaca o executivo. “Nenhum outro terminal de retroárea oferece as mesmas condições operacionais que a TCP Log. Nosso grande diferencial foi assumir a responsabilidade de tudo que pode impactar na logística de nossos clientes e isso inclui olhar para fora do terminal portuário”, complementa.

Além de desonerar a cadeia logística, os serviços prestados pelo Depot Express também contribuem para uma maior segurança dos motoristas. “O alto tempo gasto em filas gera desgastes para o motorista que viaja cansado, ficando mais propenso a se envolver em acidentes. Com menos tempo nas filas de espera, o caminhoneiro terá condições melhores para conduzir o caminhão”, diz Moraes e Silva. No Depot da TCP, os contêineres ficam prontos à espera dos caminhões, com expectativa de um giro médio de até uma hora, o que também otimiza o uso do ativo reduzindo potencialmente o custo dos usuários.

Inicialmente, o Depot Express deve atender apenas os contêineres refrigerados de clientes de estados como Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás. “No longo prazo, a ideia é expandir a operação para todos os tipos de contêineres”, finaliza o diretor.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!