Terça-feira, 21 de novembro de 2017
Dólar R$ 3,26
Euro R$ 3,82
Tecnologística no LinkedIn
Terça-feira, 7 de novembro de 2017 - 11h09
Rodonaves automatiza CT de Americana com tecnologia da Dematic
Unidade passou a contar com sistema de sorter com capacidade para operar 8 mil volumes por hora

No mercado há quase quatro décadas, a empresa especialista em transporte de cargas fracionadas RTE Rodonaves tomou uma decisão audaciosa em 2014 e automatizou todo o seu Centro de Transferência (CT) de Americana, no interior de São Paulo, a fim de atender da melhor maneira possível todos os seus 130 mil clientes presentes em 12 estados brasileiros. A solução de automação foi fornecida pela Dematic, uma das principais companhias no que diz respeito a tecnologias e inovação na logística.

Todo o investimento, as operações, a sistemática e o fluxo de processos envolvidos foram pensados com o escopo principal de otimizar os serviços oferecidos pela Rodonaves, reduzindo o tempo de processamento e, consequentemente, os custos operacionais. “Conseguimos implantar um sistema eficaz de redução do tempo do ciclo do pedido.  Portanto, os resultados foram imediatos: otimização de recursos e eficiência na operação, gerando resultados satisfatórios”, destaca o gerente da empresa, Malber William Silva.

Um dos fatores levados em conta para a realização do investimento foi a localização do CT. Americana é um dos grandes polos industriais do interior de São Paulo, considerada a principal fabricante de tecidos planos de fibras artificiais e sintéticas da América Latina, junto a outras cidades da chamada Região do Polo Têxtil (RPT), que congrega outros municípios, como Campinas e Santa Bárbara d’Oeste.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A Dematic instalou na unidade o sistema de sortimento automático Crossbelt Sorter, que visa a classificação de produtos lineares e circulares com controles padronizados, proporcionando um fluxo operacional de até 8 mil volumes por hora. Com o sorter, os volumes que serão classificados são identificados por etiquetas contendo o código de barras e entram no sistema pelas linhas de recebimento.

Depois, os itens passam pelo sistema dinâmico de pesagem e dimensionamento antes de entrar na indução automática. O código de barras é escaneado e a informação é cruzada com uma base de dados previamente cadastrada. “A automação é fundamental para aprimorar os processos de trabalho. Além disso, conseguimos atingir excelência operacional e a solução mais apropriada para cada aplicação. Vale lembrar que conseguimos gerar oportunidades de negócios e possibilitar um aumento nas vendas das empresas”, diz Silva. “Buscamos melhorar os nossos serviços e garantir a eficiência logística junto aos clientes.  Sem dúvida, a nossa localidade é extremamente estratégica, e com mais tecnologia podemos oferecer serviços e produtos que sintetizam a cadeia logística”, completa.

Para que uma operação em tempo real com interface do software da RTE Rodonaves tenha êxito, o controlador do sistema da Dematic é conectado diretamente ao sistema de gerenciamento do armazém utilizado (WCS, na sigla em inglês para warehouse control system), que faz toda a gestão das rotas de envio dos produtos.

Segundo Silvar, a ideia é que essa implantação tecnológica seja só o começo para a Rodonaves, que pretende mergulhar de forma mais profunda em inovações tecnológicas. “A meta é ampliar cada vez mais nossas tecnologias para garantir segurança, rapidez e qualidade na movimentação e na conferência das mercadorias. Com a implantação da tecnologia da Dematic, conseguimos desenvolver soluções ideais e personalizadas para cada cliente, independentemente do produto a ser movimentado”.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!