Segunda-feira, 22 de janeiro de 2018
Dólar R$ 3,20
Euro R$ 3,92
Tecnologística no LinkedIn
Segunda-feira, 11 de dezembro de 2017 - 13h43
DHL assume a logística de distribuição da Lego no Brasil
Capacidade para atender à alta demanda nos períodos de pico é uma das marcas da operação

A DHL Supply Chain anunciou que fará o gerenciamento logístico da Lego no Brasil. O contrato firmado entre as empresas inclui a nacionalização dos produtos importados, a gestão do centro de distribuição – localizado no site multicliente da DHL em Louveira (SP) – e a distribuição em todo o território nacional. Anualmente, a Lego movimenta mais de 2 milhões de peças no Brasil, enviadas a mais de 300 distribuidores e varejistas.

As empresas já mantém um relacionamento de longa data em outros países, como Estados Unidos e México, fator importante para o acordo fechado no Brasil. Os produtos serão recebidos pela DHL, que fará a etiquetagem de nacionalização e cuidará da armazenagem. Conforme a demanda, o operador então fará a expedição dos pedidos e a entrega para grandes distribuidores, CDs de hipermercados e grandes redes de brinquedos, utilizando desde VUCs até carretas, conforme a característica da carga.

“Além do porte internacional e experiência no varejo de brinquedos, nossa parceria com a Lego nas Américas foi muito importante para a conquista desse projeto. Isso porque temos acesso às práticas de nossos colegas em outros países e vamos aplicar muito desse conhecimento no Brasil. A começar pelo mesmo software de gestão e processos, o que facilita a visibilidade de toda a operação e a comparação com outras unidades”, analisa Alexandre Castro, gerente-geral de Operações da DHL Supply Chain.

“A parceria global de longo prazo e o alinhamento de ambas as empresas promoveram um atendimento diferenciado ao nosso público, que é extremamente exigente”, comenta Lígia Horvath Vargas, gerente sênior de Distribuição da Lego para a América Latina. “Outro diferencial é a capacidade de adaptação da DHL, que é capaz de se adequar aos picos de demanda do mercado de brinquedos. Atuamos por todo o território brasileiro, que tem dimensões continentais, e precisamos contar com um distribuidor do tamanho do Brasil”.

Uma das principais características da cadeia logística da indústria de brinquedos é sua sazonalidade. Segundo estimativas de mercado, cerca de 70% das vendas são realizadas no segundo semestre, principalmente nas proximidades do Dia das Crianças e do Natal. “Esses grandes picos lançam desafios à eficiência logística da indústria de brinquedos. Isso porque nesses momentos a demanda por área de armazenagem e equipe aumenta muito e de forma concentrada, impactando tanto o armazém como a malha de distribuição. É preciso ter flexibilidade e solidez operacional para dar conta da demanda concentrada sem elevar os custos gerados pela sazonalidade”, ressalta Castro.

No site de Louveira a DHL tem condições de aumentar o espaço de armazenagem e a equipe dedicada de forma rápida e sem impactar a operação. “No segundo semestre, temos que duplicar o espaço de armazenagem e triplicar a equipe para o manuseio dos produtos. A malha de distribuição também é afetada. Na DHL, conseguimos direcionar esses recursos de forma sistemática e segura, garantindo o fluxo logístico e a eficiência econômico-financeira”, conclui o executivo.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!