Quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018
Dólar R$ 3,24
Euro R$ 4,00
Tecnologística no LinkedIn
Quarta-feira, 17 de janeiro de 2018 - 16h04
Madeiranit amplia sua frota de empilhadeiras multidirecionais da Combilift
Empresa adquiriu mais três equipamentos e agora conta com um total de 15 operando em suas unidades

A Madeiranit, empresa que atua nos mercados moveleiro e de construção civil, acaba de adquirir três novas empilhadeiras multidirecionais C5000 da Combilift para operar em seu novo centro de distribuição (CD) de 20 mil m2 localizado na cidade de Agudos (SP). Os valores envolvidos na compra não foram divulgados.

Divulgação

Os equipamentos têm capacidade para movimentar-se em todas as direções de forma rápida e suave, com fácil manobrabilidade, em espaços abertos e fechados e em qualquer condição de piso. Na Madeiranit, eles elevam cargas de 5 toneladas a 3,30 metros e de 2,5 t a 6 m de altura. Com a novidade, a empresa, que já é cliente da Combilift desde 2010, passou a contar com um total de 15 equipamentos do mesmo tipo, sendo 14 movidos a diesel e um a gás liquefeito de petróleo (GLP).

Dentre os materiais armazenados e movimentados nas instalações da Madeiranit – 14 lojas em cinco estados, além do novo CD – estão placas de MDF (fibra de média densidade) com 1,84 m de largura por 2,75 m de comprimento. Por este motivo, a movimentação nos pontos de venda mereceu atenção. Essas dimensões levaram o sócio e diretor da empresa, Moacir Tadeu Pinto, a uma busca pelo equipamento que melhor atendesse às suas necessidades.

Cada ponto de venda tem, em média, 6 mil m2 de área e corredores entre 4 e 4,5 metros de largura. “Além da carga longa a ser movimentada e elevada para ser estocada em estruturas porta paletes, outro ponto importante era a manutenção da área de armazenagem, que não seria alterada. Acabamos obtendo um ganho extra: aumentamos em 40% a capacidade de armazenagem nas lojas, graças à operação da multidirecional”, destaca o executivo, explicando que antes a empresa fazia uso de empilhadeiras convencionais, que agora são utilizadas apenas em alguns casos.

O executivo faz outro destaque. “As multidirecionais são empilhadeiras econômicas no consumo e, mesmo sendo mais caras no ato da aquisição em comparação às máquinas convencionais, o valor não é tão distante: uma média de 30% de diferença. É um equipamento viável e que faz a diferença em nosso processo de movimentação e armazenagem.”

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!