Investimentos garantem recorde de movimentação em Vila do Conde - Portal Tecnologística
Quinta-feira, 16 de agosto de 2018
Dólar R$ 3,90
Euro R$ 4,44
Tecnologística no LinkedIn
Terça-feira, 8 de maio de 2018 - 10h45
Investimentos garantem recorde de movimentação em Vila do Conde
Terminal paraense da Santos Brasil receberá aportes de R$ 129 milhões até 2033; em abril, operação de desembarque registrou 43,25 MPH

O Terminal de contêineres da Santos Brasil no Pará, o Tecon Vila do Conde, localizado na cidade de Barcarena, distante 96 km da capital paraense, Belém, bateu, no último dia 29 de abril, seu recorde de produtividade ao alcançar a marca de 43,25 movimentos por hora (mph). Ao todo, foram movimentados 1.117 contêineres na operação de desembarque realizada junto ao navio Lion, da CMA CGM.

Para manter o desempenho, a Santos Brasil anunciou investimentos de R$ 37 milhões nos próximos dois anos em Vila do Conde, somando R$ 129 milhões até 2033. O montante faz parte do projeto de ampliação e modernização do terminal, que vai elevar sua capacidade de movimentação para 163 mil TEUs por ano.

Divulgação

Vale lembrar que parte dos equipamentos adquiridos já começou a chegar. Em abril, o Tecon recebeu caminhões e três reach stackers – dois destinados à movimentação de contêineres cheios e um para os vazios. Além desses equipamentos, já foi adquirido um guindaste mobile harbour crane (MHC).

De acordo com a companhia, o emprego dos recursos demonstra o compromisso da Santos Brasil com a região. Além disso, as verbas são fundamentais para que o terminal possa atender à crescente demanda por movimentação e armazenagem de cargas conteinerizadas.

O Tecon Vila do Conde está estrategicamente localizado no delta do Rio Amazonas, em uma região de grande capilaridade hidroviária e proximidade com as principais rotas marítimas internacionais com acesso a todos os continentes de maneira direta ou por meio de portos de transbordo do Caribe.

Desde 2008, quando comprou a empresa arrendatária do terminal, a Santos Brasil já investiu mais de R$ 133,8 milhões em ampliação e melhoria das instalações, otimizações operacionais, tecnologia, capacitação de mão de obra e equipamentos.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!