Sexta-feira, 19 de outubro de 2018
Dólar R$ 3,71
Euro R$ 4,27
Tecnologística no LinkedIn
Segunda-feira, 14 de maio de 2018 - 12h39
Volvo CE inicia impressão de peças de reposição em 3D
Neste primeiro momento, a novidade ainda está limitada a alguns componentes direcionados ao mercado Europeu

A Volvo Construction Equipment (CE) está iniciando na Europa a confecção de algumas peças de reposição para seus equipamentos utilizando impressoras 3D. A novidade, ainda em fase inicial, faz parte do compromisso da companhia de fortalecer a pesquisa e o desenvolvimento de novos produtos e no momento atende somente ao mercado europeu.

O trabalho consiste na encomenda, por parte da Volvo CE, de peças de reposição feitas de termoplásticos para enviar aos clientes que precisam substituir um componente que se desgastou naturalmente com o uso. “Esse é um serviço especialmente bom para máquinas antigas, que as peças desgastadas não são mais fabricadas eficientemente por meio de métodos tradicionais”, explica Jasenko Lagumdzija, gerente de Suporte Comercial da companhia. “A produção de novas peças pela impressão 3D reduz o tempo e os custos e é um modo de ajudar os clientes de maneira mais rápida e eficiente.”

Inicialmente, serão poucas as peças produzidas em impressoras 3D, como componentes para cabines, revestimentos plásticos e partes de unidades de ar condicionado. A Volvo CE usa seu próprio arquivo de desenhos, modelos 3D e informações sobre o produto para alimentar a impressora na produção da peça. A intenção é que no futuro componentes possam ser produzidos em qualquer formato e tamanho e para qualquer unidade da linha de máquinas da companhia.

Divulgação

A criação das peças por meio do processo de impressão 3D pode levar apenas uma semana. A entrega rápida maximiza o tempo de atividade do equipamento dos clientes e a capacidade de fornecer novas peças para substituir aquelas que saíram da produção normal também pode prolongar a vida útil da máquina como um todo.

“Os prazos de entrega são significativamente reduzidos com a impressão 3D e, como não há exigências de quantidade mínima para o pedido, nos beneficiamos da entrega mais rápida de peças, menores níveis de estoque em nossos depósitos e uma melhor capacidade de equilibrar oferta e demanda”, diz Daniel Kalfholm, líder de Projeto de Compras para o Pós-venda para Europa, Oriente Médio e África da Volvo CE. “As peças 3D têm as mesmas especificações, passam pelo mesmo processo que o seu modelo original e recebem a mesma garantia, para que os clientes possam ter certeza de que estão adquirindo uma peça genuína aprovada pela Volvo”, completa Annika Fries, gerente de Branding de Pós-venda da companhia.

O processo também está sendo usado pela Volvo CE na construção de novos componentes para prototipagem das máquinas. A empresa possui várias impressoras 3D para essa finalidade em suas instalações de pesquisa e desenvolvimento.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!