Segunda-feira, 23 de julho de 2018
Dólar R$ 3,79
Euro R$ 4,44
Tecnologística no LinkedIn
Quarta-feira, 4 de julho de 2018 - 12h23
PPI inclui rodovias e ferrovias no portfólio de concessões
Ferroanel de São Paulo, Ferrovia de Integração Centro-Oeste e BRs 153, 282 e 470 foram incluídos no programa de investimentos

O governo federal aprovou, na última segunda-feira, dia 2 de julho, durante reunião do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), a inclusão de 14 empreendimentos no portfólio do programa de concessões, além do Plano Nacional de Logística (PNL), que definirá investimentos no setor de transportes.

Com a medida, passam a integrar o programa mais dez linhas de transmissão de energia, o Ferroanel de São Paulo, a quinta rodada de partilha do pré-sal, a Ferrovia de Integração Centro-Oeste (Fico) e as BRs 153, 282 e 470, no estado de Santa Catarina.

De acordo com o ministro-chefe da Secretaria Geral da Presidência, Ronaldo Fonseca, os projetos correspondem a cerca de R$ 100 bilhões em investimentos. Segundo ele, ainda há 80 empreendimentos estimados para este ano e uma previsão de R$ 136,4 bilhões em investimentos.

Para o setor ferroviário o objetivo é identificar as necessidades e as oportunidades de investimentos a fim de que o PNL proporcione  um incremento do setor ferroviário na matriz dos transportes. “O plano define os gargalos dos modais brasileiros, dos transportes rodoviário e ferroviário. Nosso objetivo, em quatro anos, é ultrapassarmos a capacidade ferroviária em 100%”, diz Fonseca.

Segundo a desretaria, responsável pela gestão do PPI, o programa já movimentou cerca de R$ 150 bilhões em investimentos. Foram 189 projetos qualificados e 95 já concluídos. Dos que estão em andamento, nove são referentes à construção de rodovias, 25 a terminais portuários e 22 tratam de projetos ligados ao setor energético. A previsão de investimento total é de R$ 238 bilhões.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!