Segunda-feira, 24 de setembro de 2018
Dólar R$ 4,04
Euro R$ 4,76
Tecnologística no LinkedIn
Terça-feira, 10 de julho de 2018 - 12h45
BYD estabelece acordo para construir fábrica de baterias para veículos elétricos na China
Parceria foi firmada com a montadora chinesa Changan Automobile

A BYD, empresa de origem chinesa especializada na fabricação de baterias recarregáveis, sistemas de armazenamento de energia e veículos e equipamentos elétricos e híbridos, firmou um acordo de cooperação estratégica com a também chinesa Changan Automobile para produzir baterias para veículos elétricos.

O acordo prevê a construção de uma fábrica em Chongqing, cidade de 33 milhões de habitantes localizada na região central da China, além da colaboração na fabricação e na venda das baterias por meio de uma nova empresa a ser criada. A capacidade produtiva total, estimada em 10 gigawatt-hora (GWh) está prevista para  ser escalonada em duas fases, com a primeira etapa indo de 5 a 6 GWh e a segunda de 4 a 5 GWh.

“Esse acordo é um marco significativo na forma como a BYD conduz seus negócios e tem implicações no segmento de baterias e no desenvolvimento de longo prazo de toda a organização”, destaca o presidente da empresa, Wang Chuanfu. A ação faz parte dos planos da BYD de aceleração e consolidação dos negócios, trabalhando com OEMs (Fabricantes Originais de Equipamento, na sigla em inglês para Original Equipment Manufacturers) nacionais e internacionais, estabelecendo joint ventures e atraindo investimentos estratégicos.

Divulgação

“Essa cooperação estabelece um novo marco para a produção de automóveis inteligentes e veículos elétricos da China”, analisa o presidente da Changan Automobile, Zhu Huarong. “Vamos abrir caminho para uma revolução na indústria automotiva global, mais inteligente e mais ecológica.”

As empresas pretendem, ainda, realizar pesquisas conjuntas sobre direção autônoma, além de uma ampla gama de novas tecnologias para veículos elétricos. Isso inclui a reciclagem das baterias e tecnologias de carregamento rápido. Elas também planejam melhorar a cadeia de suprimentos e de montagem de automóveis.

Além disso, tanto a BYD quanto a montadora almejam expandir sua presença fora da China, explorando a possibilidade de iniciar novas fábricas, canais de distribuição e serviços. Vale lembrar que a BYD abriu sua primeira planta produtiva no Brasil em 2015, voltada para ônibus elétricos e para a comercialização de veículos e empilhadeiras em Campinas (SP) e em 2017 inaugurou, no mesmo local, sua fábrica de módulos fotovoltaicos.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!