Segunda-feira, 24 de setembro de 2018
Dólar R$ 4,04
Euro R$ 4,76
Tecnologística no LinkedIn
Quarta-feira, 11 de julho de 2018 - 11h49
Panalpina adota novo sistema que agiliza o desembaraço aduaneiro
Ferramenta desenvolvida pela e.Mix reduz significativamente o tempo de análise dos processos

A Panalpina investiu na aplicação de um novo sistema de inteligência artificial dedicado ao comércio exterior, com o objetivo de agilizar a entrada e a saída de mercadorias no Brasil. O e-Mix Analisador, desenvolvido pela empresa e.Mix, apoia a análise de dados e torna os processos mais rápidos, além de diminuir significativamente as chances de erros.

“Sempre em busca de inovações e atenta às últimas novidades tecnológicas disponíveis, a Panalpina Brasil decidiu apostar na nova ferramenta e saiu na frente do mercado, tornando-se a primeira operadora logística do país a oferecer essa solução como parte dos processos de desembaraço aduaneiro”, diz a diretora de Desembaraço Aduaneiro da Panalpina Brasil, Elaine Inácio.

De acordo com o gerente Comercial da e.Mix, Márcio Rodrigues, o sistema permite que os colaboradores se dediquem a outras atividades estratégicas, focando mais nos negócios e menos nos processos, enquanto o software faz toda a análise de dados de documentos, como as declarações de importações, que possuem informações essenciais, como o país de origem dos produtos, a quantidade embarcada e detalhes sobre a armazenagem.

“Em junho, realizamos um período de testes e ficamos muito satisfeitos com os resultados”, conta Elaine. “O programa analisou 177 processos de desembaraço aduaneiro com uma agilidade impressionante. Para avaliar essa mesma quantidade de processos de maneira manual, precisaríamos de 265 horas, ou seja, 33 dias, enquanto o software fez esse trabalho em apenas 3 horas e 41 minutos”. A executiva destaca que a tecnologia já está disponível para todos os clientes da Panalpina.

Para Rodrigues, trata-se de uma grande mudança de conceito em termos de análise de dados, arquivos e documentos relacionados ao comércio exterior. “Com essa nova plataforma, haverá um enorme salto em relação ao atual formato de análise e registro de importações e exportações, fazendo com que as análises de dados sejam muito mais rápidas, agilizando a entrada e a saída de mercadorias do Brasil.”

“A Panalpina é uma parceira de longa data da e.Mix, com vários outros projetos bem sucedidos. Para nós, é fantástico tê-la conosco em um projeto de tamanho impacto para o comércio exterior brasileiro, pois é uma grande empresa, com uma visão de negócios muito apurada”, completa o gerente Comercial.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!
Flávio Renato Ança Evaristoem 13/07/2018, às 07h52
Bom dia!!

Considerando a evolução do sistema da RFB e o DU-e a Panalpina continuara vom seus parceiros despachantes m fronteira terrestre?