Quinta-feira, 13 de dezembro de 2018
Dólar R$ 3,88
Euro R$ 4,41
Tecnologística no LinkedIn
Segunda-feira, 30 de julho de 2018 - 11h55
Porto de Santos atinge novo recorde de movimentação no primeiro semestre do ano
Complexo teve uma participação de 27,7% na balança comercial brasileira

O Porto de Santos (SP) registrou, no primeiro semestre de 2018, um novo recorde de movimentação de cargas, com 64,5 milhões de toneladas, número que superou em 1,5 milhão de t a melhor marca do complexo portuário até então, verificada de janeiro a junho do ano passado. Com isso, a projeção revisada para o acumulado deste ano é de 133,3 milhões de t, 2,7% maior que 2017.

As cargas embarcadas alcançaram um crescimento de mais de 4% no primeiro semestre deste ano na comparação com o mesmo período do ano passado, enquanto as descargas cresceram mais de 9,5%. Dentre os principais destaques nos embarques estão milho, celulose e sucos cítricos e nos desembarques as maiores altas do semestre ocorreram nas movimentações de  fosfato de cálcio, soda cáustica e amônia.

As operações com contêineres  atingiram um total de aproximadamente 2 milhões de TEUs no semestre, aumento de cerca de 12%. Foram quase 22 milhões de t de carga operadas. Com isso, o Porto de Santos chega a 11 meses consecutivos de índices de crescimento nas atividades com contêineres.

A participação do porto santista no total da balança comercial do país chegou a 27,7%, com US$ 54,1 bilhões movimentados no primeiro semestre. As exportações representaram 26,7% do total, índice equivalente a US$ 30,2 bilhões. Já as importações  chegaram a US$ 23,9 bilhões, com 29,2% de participação. Considerando-se exclusivamente as trocas comerciais utilizando o sistema portuário, a participação de Santos atinge 36,4%.

China, Estados Unidos e Argentina foram os principais países de destino das cargas embarcadas. Complexo soja, óleos brutos de petróleo e açúcar foram as cargas que somaram o maior valor comercial dentre as mercadorias exportadas. No fluxo de importação, China, Estados Unidos e Alemanha compuseram as principais procedências das cargas desembarcadas no Porto de Santos. Óleo diesel, caixas de marchas e outras partes e acessórios para automóveis foram as mercadorias de maior participação.

Comentários




Obrigado por comentar!
Erro!