Sexta-feira, 17 de agosto de 2018 - 12h48
Intralogística Conectada destaca a automação nas operações nacionais
Encontro reuniu mais de 700 pessoas na fábrica do Grupo Kion em Indaiatuba, no interior de São Paulo

Encerrou-se ontem, dia 15 de agosto, o terceiro e último dia da primeira edição do evento Intralogística Conectada, realizado pelo Grupo Kion em sua fábrica localizada na cidade de Indaiatuba (SP). O encontro, que teve como objetivo mostrar o que há de mais moderno no segmento de intralogística, recebeu mais de 700 visitantes, que puderam conferir de perto as soluções oferecidas pela companhia.

Divulgação
Divulgação

A Tecnologística esteve presente nos três dias do evento e conversou com a diretora Comercial do Grupo Kion para as marcas Linde e Still, Adriana Firmo, a respeito dos resultados do Intralogística Conectada. “Nossas expectativas e objetivos foram superados em todos os sentidos. Os comentários foram muito positivos e as pessoas saíram do evento com muito mais conhecimento em relação à intralogística”, diz.

Adriana explica que a ideia era fazer algo parecido com o que o Grupo Kion já tem na Europa, com o World of Materials Handling, que acontece a cada dois anos. “É um evento que dura cerca de um mês, em uma área de 20 mil m² que recebe um número enorme de visitantes. Nós queríamos fazer algo seguindo esse mesmo conceito, com um encontro dinâmico, realmente interessante, para que fosse possível mostrar de fato as soluções oferecidas. O Intralogística Conectada foi desenhado a várias mãos e pensado justamente para conectar todas as demandas dos nossos clientes com as nossas soluções.” Leia mais a respeito da dinâmica do evento no link a seguir:

Kion promove encontro para apresentar tendências e soluções integradas

“Como uma companhia fabricante de equipamentos e provedora de soluções de  movimentação é obrigatório realizar um evento como o Intralogística Conectada. Não podemos ficar numa posição passiva, esperando os clientes virem até nós, mas devemos apresentar uma postura proativa, mostrando a eles o que nós temos, como podemos ajudar, como podemos trabalhar juntos, identificando o que os clientes precisam e escutando as necessidades de cada um”, completa a executiva.

Ela ressalta que o evento recebeu um público bastante variado, não somente com clientes do Brasil, mas de outros países da América Latina, como Chile e Argentina. “Tivemos inclusive a oportunidade de fazer negócios durante o encontro. Mas é claro que, além das negociações in loco, o grande ganho está na geração de novos negócios. Pessoas que nem sabiam que nós contávamos com certa solução que elas necessitavam puderam identificar oportunidades com o que foi apresentado.”

Para a diretora Comercial, dentre as principais demandas dos clientes destaca-se a busca por automação. “É a logística 4.0, que nem é mais uma tendência, mas uma realidade do mercado. Na verdade o Brasil ainda é carente nesse sentido, então existe muito espaço para a automação crescer. Algumas pessoas ainda têm o receio de isso ser algo impossível economicamente, mas não é. Existem vários níveis de automação, para todos os perfis de empresa e para cada tipo de demanda. Nem sempre é necessário gastar milhões de reais em um projeto. Esse é um dos grandes papeis do Intralogística Conectada também: desmistificar a impressão de que a automação é uma coisa só para a Europa e para os Estados Unidos. E hoje o nível dos profissionais que ocupam cargos de decisão nessa área dentro das empresas no Brasil é muito bom, então nós temos realmente que mostrar o que podemos oferecer a eles.”

O sucesso desta primeira edição do Intralogística Conectada foi tão grande que o Grupo Kion já planeja novas edições. “A ideia é repetir todo ano”, revela Adriana. “O Brasil precisa de eventos desse tipo, com esse conceito. As feiras são muito boas, mas são mais institucionais e mais dispersas, no sentido de não prender a atenção do seu cliente para um assunto específico. Já esse evento é totalmente customizado. Ele é direcionado para o cliente e para o potencial cliente, que estiveram presentes com o objetivo de conhecer soluções para seu negócio de fato”, finaliza.